Entretenimento

As maiores obras de Jane Austen

0

Jane Austen continua sendo uma das autoras mais lidas do mundo, mesmo após séculos. Isso porque ela já influenciava os romances em geral mesmo com suas primeiras obras. Austen consegue cativar mesmo os leitores mais resistentes aos livros clássicos. Para você conhecer melhor a autora, separamos aqui algumas de suas obras mais renomadas e suas respectivas adaptações para o cinema.

Orgulho e Preconceito

Fonte: Rolling Stones

Essa é a obra de maior sucesso da autora, lançada em 1813. Nesse romance inesquecível, conhecemos Elizabeth Bennet, a irônica segunda irmã mais velha de cinco filhas e seu rival/amor sofisticado, o sr. Darcy. O livro pode ser considerado a obra-prima de Jane Austen, com equilíbrio entre comédia, crítica, ironia na medida certa e uma análise minimalista da sociedade da época. Assim, a escritora torna possível a discussão sobre ascendência social e preconceito social em uma era em que títulos definiam a elite.
Esse clássico foi adaptado para a sétima arte inúmeras vezes. Porém, a mais famosa das adaptações foi o filme de 2005, com Keira Knightley e Matthew Macfadyen.

Persuasão

Fonte: Pinterest

“Persuasão” foi o último trabalho de Jane Austen. Acompanhamos a história de Anne Elliot, uma das heroínas mais pacatas da autora, mas, também, uma das mais fortes e progressistas. O livro tem como plano de fundo as guerras napoleônicas, com descrições de um amor singelo e verdadeiro.
“Persuasão” também contou com uma adaptação no filme de 2007, com Rupert Penry-Jones e Sally Hawkins.

Emma

Fonte: Lars

Inspiração para inúmeros filmes, Emma Woodhouse é a protagonista de seu próprio romance. Utilizando sutileza, a autora explorou, nesta obra, as responsabilidades sociais designadas às mulheres no passado, mostrando a impossibilidade do controle do destino pela própria mulher.
A obra inspirou o clássico filme dos anos 90 “Patricinhas de Beverly Hills”, mas com um toque moderno e muita moda. Em 2020, Anya Taylor‑Joy estrelou uma adaptação mais fiel ao livro original.

Razão e Sensibilidade

Fonte: 50 de anos de filmes

O primeiro romance de Jane Austen conta a história de duas irmãs com personalidades muito diferentes: Elinor representa a razão e Marianne a sensibilidade. A escritora utilizou as protagonistas para narrar os perigos da sinceridade em uma sociedade predominantemente hipócrita, na qual existem muitas vantagens em esconder a verdade.
O filme inspirado no livro, lançado em 1995, foi estrelado por Emma Thompson, Kate Winslet, Alan Rickman e Hugh Grant.

A Abadia de Northanger

Fonte: Julia Lopes

A Abadia de Northanger mostra toda a habilidade da autora de representar a sociedade de sua época com bom humor e ironia. É apresentada, no livro, a jovem Catherine, provinciana, inocente e fácil de se iludir. A obra conta com inúmeras cenas de bailes, angustiantes paixões jovens e devaneios da juventude. Porém, são sempre reimaginados pelas idealizações de Catherine com seu olhar sonhador. Sua adaptação foi lançada em 2007, com Felicity Jones e William Beck.

Mansfield Park

Fonte: Shoujo café

Esse é o romance que mostra a maior maturidade de Jane Austen. Assim, nessa obra a autora usa um tom mais sóbrio em relação a suas publicações anteriores. A autora se mostra mais ciente dos reais males e sofrimentos da sociedade inglesa, distanciando-se um pouco dos romances mais açucarados. Em 1999, foi lançada sua adaptação intitulada “Palácio das Ilusões”, com Jonny Lee Miller e Frances O’Connor.

Fontes: Ranked

Imagens: Rolling Stones, Pinterest, Lars, 50 anos de filmes, Julia LopesShoujo café

Esses atores de Hollywood se odeiam!

Matéria anterior

Como as pessoas fogem da Coreia do Norte?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos