Curiosidades

Autoridades sanitárias da Espanha realizam show para analisar taxas de contágio do coronavírus

0

Neste sábado, 27, após uma realização massiva de uma série de testes para diagnóstico da COVID-19, cerca de 5.000 amantes do rock and roll se reuniram na sala de concertos Palau Sant Jordi, para desfrutar da performance do grupo Love of Lesbian. O evento, de acordo com uma reportagem da CBS News, ocorreu para que as autoridades sanitárias pudessem testar a eficácia dos diagnósticos – e, consequentemente, a possibilidade de surtos do vírus – em grandes manifestações culturais, as quais, provavelmente, promovem uma maior transmissibilidade do vírus.

A única regra que reinou em meio ao show foi o uso obrigatório de máscaras faciais de alta qualidade, fornecidas pelos organizadores. “Conseguimos fugir da realidade por um tempo”, disse José Parejo, 40. “Estávamos dentro de nosso universo. Vivendo, por um momento, dentro de uma pequena bolha. O show proporcionou isso. E fomos até mesmo capazes de nos lembrar de quando coisas como essa eram normais. Coisas que hoje em dia não são tão normais, infelizmente”.

O show

O show do grupo de rock espanhol Love of Lesbian ocorreu em um momento, em que o resto do país não pode realizar reuniões em lugares fechados que tenham mais de quatro pessoas. Como o evento foi realizado na sala de concertos Palau Sant Jordi, os espectadores puderam circular livremente. E sem subir em um palco há muito tempo, os músicos demonstraram ter sido dominados por uma alegria que só havia sido experimentada outrora.

“Faz um ano e meio desde a última vez que pisamos em um cenário como este”, disse o cantor Santi Balmes à multidão em um determinado momento do show. “É muita alegria… alguns dos músicos estão chorando aqui”.

Aqueles que estiveram presentes na plateia tiveram a possibilidade de escolher três locais em Barcelona para realizar um teste rápido de antígeno na manhã de sábado. Os que tiveram resultados negativos receberam um código no celular. O código, automaticamente, validava os ingressos para o show, que começou às 19 horas.

Conforme informou a reportagem publicada pela CBS News, pessoas com doenças cardíacas, câncer ou aqueles que estiveram em contato com alguém que havia sido infectado pelo COVID-19 nas últimas semanas precedentes ao evento estavam proibidos de se inscreverem. De acordo com os organizadores da manifestação cultural, esse foi o primeiro evento comercial com um público tão grande realizado na Europa, durante toda a pandemia.

Autoridades

Os ingressos, cujo valor variava entre 23 e 28 euros, esgotaram em questão de horas. Nos valores estipulados estava incluso a realização do teste de diagnóstico e uma máscara facial. A máscara deveria ser utilizada a todo momento, exceto para comer ou beber em áreas designadas.

A realização do show foi apoiada pelas autoridades locais e por especialistas da Fundação de Luta contra a AIDS e Doenças Infecciosas de Barcelona. A organização ​​realizou um estudo de caso semelhante anteriormente em dezembro de 2020 com a realização de um show menor. Na ocasião, 500 pessoas estiveram presentes.

Segundo a fundação, os resultados do último estudo de caso preliminar mostraram que a pré-triagem com testes de antígenos e o uso de máscaras faciais tiveram sucesso na prevenção de infecções dentro de manifestações culturais de grande magnitude, mesmo as regras de distanciamento social não sendo impostas.

“Esta pode ser uma possibilidade de realizar concertos e eventos culturais durante a pandemia”, disse Boris Revollo, um dos virologistas envolvidos na concepção dos protocolos de saúde.

As autoridades de saúde pública da Espanha, agora, irão informar se alguns dos presentes contraíram o coronavírus nas próximas semanas. Com os dados, as autoridades irão analisar se há alguma discrepância para o contágio.

7 fatos sobre o Arcrebiano do BBB 21

Matéria anterior

Kawashima, a princesa chinesa que se tornou espiã

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.