Curiosidades

Barco é encontrado em país do Pacífico transportando US$ 80 milhões em cocaína

0

Composto por um aglomerado de mais de mil ilhas, a Ilhas Marshall é considerada um dos menores países do planeta. Sua extensão territorial é de apenas 181 quilômetros quadrados. Mesmo sendo consideravelmente pequeno, o país já foi palco de acontecimentos para lá de irreverentes e, por isso, vez ou outra, acaba se tornando manchete de inúmeros meios de comunicação.

O último incidente envolvendo o país que ganhou um peso considerável nos principais jornais de todo o mundo foi o aparecimento de um barco carregado com cocaína. De acordo com as autoridades locais, a embarcação, que estava sem tripulação, ancorou em uma das praias que pertence a Ilhas Marshall ‘sem mais nem menos’.

Segundo uma reportagem publicada pelo The Guardian, devido às condições em que a carga se encontrava, acredita-se que o barco estava há anos em meio ao oceano. Para as autoridades, essa é a maior carga de cocaína já vista em toda a história do país do Pacífico.

A chegada do barco no país

O país constantemente combate o comércio ilegal de entorpecentes. Em décadas, a Ilhas Marshall já apreendeu centenas de quilos em seus atóis. A remessa descoberta foi avaliada em US$ 80 milhões. De acordo com o procurador-geral Richard Hickson, a carga estava escondida no barco, em um compartimento secreto. A embarcação foi encontrada no atol de Ailuk.

A droga, cujo embrulho tinha estampado um logotipo vermelho com as letras “KW”, foi incinerada, com exceção de uma pequena porção, que, agora, encontra-se sob os cuidados da Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA).

O DEA irá analisar o material para tentar descobrir a origem da mercadoria Até o momento, acredita-se que a droga veio da América do Sul ou Central. A embarcação foi encontrada por Kosby Alfred, um residente de Ailuk.

Alfred e outros residentes, ao tentarem ancorar o barco, notaram rapidamente que a estrutura era mais pesada do que parecia. Curiosos, os locais foram averiguar a embarcação e, nesse ínterim, acabaram descobrindo a presença de 649 tijolos de cocaína, cada um pesando cerca de 1 kg.

A droga

Alfred, após descobrir a carga, entrou em contato com as autoridades. A polícia encaminhou a droga para Majuro, outra ilha que pertence ao país. De acordo com a CNN, a polícia ficou surpresa com a atitude de Alfred, pois alguns residentes, quando encontram carregamentos de entorpecentes, preferem manter a carga para si, para, posteriormente comercializá-la, do que informar à polícia.

Há alguns meses, um residente de Ailuk foi preso por transportar três quilos de cocaína do atol do Norte para Majuro. O uso e a disponibilidade de drogas se tornaram tão galopantes na região que o parlamento do país criou uma força-tarefa para combater o tráfico de drogas.

As autoridades acreditam que o barco foi abandonado em meio ao mar porque teve problemas no motor. A embarcação, além disso, é bastante semelhante a dois outros que foram encontrados carregando cocaína alguns anos atrás.

Como o aglomerado de ilhas de Ilhas Marshall fica em meio a uma importante rota internacional do tráfico de drogas, não é de se admirar que navios carregados de entorpecentes sejam encontrados regularmente.

Muitos que vivem no país acreditam que a melhor soluçao é regulamentar o uso dessas substâncias, em vez de permitir que o mercado negro lucre com o a comercialização ilegal.

7 surpreendentes teorias sobre famosos filmes de ficção científica

Matéria anterior

Chinesa divide casa com 1.300 cães, 100 gatos e quatro cavalos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos