Curiosidades

Centenas de abutres-negros invadem pequena cidade da Pensilvânia

0

Recentemente, a tranquila cidade de Marietta, na Pensilvânia, Estados Unidos, foi invadida por centenas de abutres-negros. Nesta época do ano, as aves deveriam estar em processo de migração, no entanto, as mudanças climáticas os forçaram a permanecer no nordeste do país por muito mais tempo do que o normal.

Por conta de presença dos inúmeros abutres-negros na pequena cidade, os locais, agora, se vêem obrigrados a desembolsar milhares de dólares para reparar os danos que foram ocasionados em suas propriedades porque o seguro residencial geralmente não cobre danos causados ​​por animais selvagens.

Além de terem que pagar por certos prejuízos, os moradores também têm que enfrentar a probabilidade de contrair doenças.

Abutres-negros em meio uma cidade desamparada

Os abutres-negros são aves necrófagas e podem facilmente atingir 60 centímetros de comprimento. Esses animais, na maioria das vezes, são vistos em bandos. Por conta disso, os moradores de Marietta estão tendo que conviver constantemente com uma gama de situações desagradáveis.

Os pássaros que estão ocupando o município podem ser vistos em qualquer lugar, como, por exemplo, nas árvores, nas calçadas ou sobre os telhados das propriedades. Muitos espreitam um único quarteirão, enquanto outros são vistos revirando as lixeiras em busca de alimentos.

De todas as queixas apontadas pelos residentes, as mais preocupantes são telhados rompidos e o forte odor, ocasionado pelos excrementos. De acordo com especialistas, os dejetos dos abutres-negros são capazes de matar plantas, interferir no crescimento de árvores e até mesmo de transmitir doenças, como a encefalite e a salmonela.

Além dos motivos que foram citados acima, outro problema alarmante que preocupa os locais é o vômito dos abutres-negros. Segundo um casal que vive na cidade, o odor do vômito pode ser comparado a “mil cadáveres apodrecendo”.

Para tentar espantar as aves, os moradores de Marietta começaram a provocar ruídos batendo em panelas. Alguns dos locais apelaram até para os fogos de artifício. As atitudes, entretanto, foram em vão.

O cenário

De acordo com o Lancaster Online, os abutres-negros são espécies protegidas pelo governo federal americano e, por isso, não podem ser capturados ou mortos sem autorização das autoridades. Aqueles que infringirem a lei, além de pagarem multa de até US$ 15.000, podem pegar até seis meses de prisão.

Para John Enterline, outro morador de Marietta, “este é o pior ano” em relação a presença das. “Há muitos mais que antes”, acrescentou. Infelizmente, a razão pela qual esses pássaros estão pairando sobre a cidade é a mudança climática global.

“Historicamente, os abutres-negros estavam limitados à parte sudeste do país”, disse o biólogo do USDA Pennsylvania Wildlife Services, Matt Rice. “Nas últimas décadas, vimos um grande aumento no número dessas aves, especificamente no centro da Pensilvânia. Esses abutres sempre são vistos em bandos durante o outono e inverno porque a maioria acaba sendo atraída pelo calor que as casas emitem”, ressaltou o profissional.

Para sanar o problema, a única solução que o vereador de Marietta, Bill Dalzell, encontrou foi buscar uma autorização especial das autoridades para eliminar as aves. Até o momento, o governo não concedeu a permissão. Por enquanto, os cidadãos de Marietta seguem contando com a sorte.

Por que muitas pessoas gostam do cheiro da gasolina?

Matéria anterior

6 finalidades incríveis do café, que vão além de beber

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications