Curiosidades

Cientistas criam a tinta mais branca de todos os tempos

0

A cor branca pode ser ainda mais branca? Sim, pode. Antes, achava-se que não, mas recentemente um grupo de engenheiros da Purdue University lograram um feito jamais esperado – criaram a tinta mais branca de todos os tempos. Com a realização do novo trabalho, os envolvidos acreditam que podem ajudar a combater o efeito estufa.

A nova tinta branca

De acordo com uma reportagem, publicada pelo portal de notícias LiveScience, a tinta mais branca supera a tinta ultra-branca que o mesmo grupo de engenheiros criou em outubro de 2020. Segundo as informações que constam na reportagem do portal, a nova tinta branca é capaz de resfriar edifícios da mesma forma que um ar condicionado.

“Se utilizarmos a tinta para pintar um telhado de 93 metros quadrados, conseguiremos uma potência de resfriamento de cerca de 10 quilowatts. Isso é mais poderoso do que os condicionadores de ar usados atualmente ​​na maioria das casas”, disse o autor sênior Xiulin Ruan, professor de engenharia mecânica da Universidade Purdue, em Indiana.

O poder de resfriamento da tinta se dá por conta de sua impressionante capacidade de refletir a luz do sol. As tintas que estão disponíveis no mercado também são projetadas para refletirem a luz do sol, mas só conseguem inibir cerca de 80% a 90% da luz solar – o que as impedem de resfriar por completo as superfícies que se encontram.

A nova tinta branca, em comparação com as atuais, reflete 98,1% da luz solar – muito mais do que a antiga detentora do recorde, que refletia 95,5% – e é o oposto da ultrablack que os pesquisadores criaram em 2014 – a qual absorve 99,9% da luz.

Criação

Conforme expôs a reportagem do portal LiveScience, para criar a nova tinta, a equipe de engenheiros envolvida no processo considerou a utilização de mais de 100 materiais brancos. O conteúdo foi utilizado em diferentes formulações.

Diferente da anterior tinta ultra-branca, feita de carbonato de cálcio, um composto encontrado em rochas e conchas, a nova tinta foi criada com base em altas concentrações de sulfato de bário, um composto insolúvel branco e inodoro, usado como um “meio de criar contraste” em raios-X ou tomografias – para que as partes do corpo humano possam ser fotografadas com mais clareza -, na elaboração de fotografias e cosméticos de cor branca.

A capacidade de refletir quase 100% a luz solar da nova tinta branca se dá por conta das partículas de sulfato de bário. Com a presença do composto, o grupo de pesquisadores descobriu que a tinta é capaz de manter as superfícies cerca de 19 graus Fahrenheit (10,6 graus Celsius) mais frias do que o ambiente à noite e 8 F (4,4 C) mais frias do que seus arredores enquanto o sol está em seu ápice, ou seja, por volta do meio-dia.

Curiosamente, a tinta também esfriou de forma drástica as temperaturas internas dos ambientes durante o inverno. Quando a temperatura externa era de 43 graus Fahrenheit (6 graus Celsius), a tinta promoveu uma temperatura no interior de uma determinada residência de 18 F (10 C).

Os pesquisadores, agora, querem patentear a tinta. De acordo com a BBC, os envolvidos já estão negociando com uma empresa para fabricar o produto e colocá-lo à venda. A pesquisa envolvendo a criação da nova tinta branca foi publicada na revista ACS Applied Materials & Interfaces, no dia 15 de abril.

Telhados brancos

Em algumas cidades ao redor do mundo, há aqueles que estão pintando os telhados de branco para economizar energia. Em Nova York, por exemplo, mais de 929.000 metros quadrados de telhados foram pintados de branco – segundo a BBC.

Para combater as mudanças climáticas, os cientistas acreditam que seria necessário pintar apenas 1% da superfície da Terra com essa tinta. “Talvez uma área onde não haja pessoas – que seja coberta por rochas. Isso poderia ajudar a combater os fatores que contribuem para as mudanças climáticas”, revelou Ruan.

Dossiê da Vitória: 6 momentos em que Juliette marcou a história do BBB

Matéria anterior

Cientistas descobrem droga psicodélica que não causa alucinações

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.