Curiosidades

Cientistas encontraram ”fantasmas” de espécie humana desconhecida

0

Cientistas do mundo inteiro estão sempre estudando coisas e lugares para descobrirem mais sobre o passado. Diversos achados, como objetos ou ruínas, já revelaram muito, sobre quem já passou por aqui. Nos deparamos sempre com novas descobertas sobre os egípcios, os antigos faraós, coisas de Roma Antiga e até a Grécia milhares de anos atrás. Um estudo realidade recentemente por pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, Estados Unidos, descobriu algo bastante interessante. O resultado dos estudos foi uma “população fantasmas” de humanos antigos. Esses teriam vivido na África meio milhão de anos atrás.

Como isso, pode ser possível e como descobriram isso? Por meio dos genes de pessoas vivas hoje. Pensando um pouco mais sobre esse assunto, decidimos trazer detalhes do resultado desses estudos. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e trouxe para você, caro leitor, informações sobre os “fantasmas” de espécie humana desconhecida. Confira conosco a seguir e já compartilhe com seus amigos. Sem mais delongas, vamos lá e surpreenda-se.

O cruzamento dos “fantasmas”

Os geneticistas encontraram alguns sinais deste ancestral misterioso. Isso aconteceu após a análise de genomas de população da África Ocidental. Pelo menos um quinto possuía DNA que vinha de uma fonte desconhecida. Os cientistas acreditam que os humanos modernos podem ter se relacionado com algumas populações arcaicas. No entanto, essas não foram descobertas e essa relação aconteceu milhares de anos atrás, da mesma forma que os europeus se reproduziram com neandertais. Inclusive, ainda possuem evidências disto em seu DNA.

Da mesma forma, os australianos, polinésios e melanésios indígenas carregam os genes de denisovamos. Esse é outro grupo de humanos arcaicos. “Nos africanos ocidentais, que examinamos, todos têm ascendência dessa população arcaica e desconhecida”. Essa foi a afirmação de Sankararaman, biólogo computacional na Universidade da Califórnia. Além disso, ele é o principal autor dessa pesquisa.

Estudo

Os pesquisadores analisaram 405 genomas de quatro populações da África Ocidental. Duas da Nigéria, uma da Serra Leoa e uma da Gâmbia. Eles utilizaram técnicas estatísticas para tentar definir se algum desses genes poderia ter surgido, por meio de cruzamentos com humanos antigos no passado. Eles descobriram que sim. Esses genes destacados eram muito diferentes dos genes de humanos modernos. Os estudiosos também os compararam com os genes neandertais e denisovans. Concluíram que o DNA provinha de fato, de um grupo desconhecido de humanos arcaicos.

“Eles parecem ter tido um impacto bastante substancial nos genomas dos indivíduos atuais que estudamos. Representam 2% a 19% de sua ancestralidade genética”, disse Sankararaman.

E aí, o que você achou dessa história de “fantasmas” humanos? Já tinha ouvido falar? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.

O que esse casal fez com uma reserva de tigres vai te impressionar

Matéria anterior

Conheça a vila na Holanda que não tem ruas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.