Curiosidades

Cientistas fazem ”tapete voador” pairar usando apenas a luz

0

Disney é uma das maiores empresas de entretenimento do mundo. Seus estúdios são responsáveis por grandes títulos do cinema internacional, assim como as maiores franquias do meio. Os filmes sempre são extremamente complexos e nos levam para outro mundo para viver histórias emocionantes.

Existem coisas que aparecem nos filmes da Disney que são realmente mágicas e que são o sonho de muita gente. Uma dessas coisas é o tapete mágico do Aladdin. Esse filme é um dos clássicos da Disney. Em 1992, essa animação chegou ao público e a história do órfão com seu tapete voador, gênio e princesa independente ganhou o coração do público. O filme virou musical da Broadway e agora ganhou o seu live action.

Todo o universo mágico de Jasmine e Aladdin é uma coisa presente na vida de quem assistiu ao filme. Quem nunca sonhou em ter seu próprio tapete voador e sair por aí explorando o mundo? Isso pode ser alguma coisa difícil de ser alcançada. No entanto, os pesquisadores da Universidade da Pensilvânia conseguiram levitar duas pequenas placas de plástico usando somente a luz.

Tapete voador

A equipe de pesquisadores usou a energia de um conjunto de LEDs brilhantes em uma câmera de vácuo para fazer com que pequenas placas de Mylar conseguissem pairar. Isso foi um avanço genuíno para a ciência. Até porque, os cientistas nunca conseguiram fazer isso antes e colocar um objeto tão grande flutuar usando apenas a luz.

“Quando as duas amostras foram levantadas, houve um suspiro entre nós quatro”, disse o candidato ao doutorado em engenharia da UPenn, Mohsen Azadi.

Mas não é porque esse feito foi conseguido que logo será possível comprar um tapete voador na internet. Os cientistas estão mais interessados em usar essa tecnologia para pesquisar a mesofera. Ela é uma região alta da atmosfera que é bastante difícil de estudar.

“Às vezes é chamado de ignorosfera, na piada. Nós simplesmente não temos acesso a ele. Você pode enviar um foguete por alguns minutos de cada vez, mas isso é muito diferente de fazer medições usando aviões ou balões”, disse gor Bargatin, um professor de engenharia mecânica da UPenn.

Aplicações

Com essa descoberta recente, esses pesquisadores esperam desenvolver um sistema de voo que consiga transportar sensores minúsculos para a mesofera usando a tecnologia de flutuação movida  luz.

Até mesmo a NASA mostrou interesse nas potenciais aplicações da tecnologia na pesquisa em Marte. Principalmente porque a pressão na atmosfera de Marte é parecida com a mesofera do nosso planeta. Isso deixa em aberto a possibilidade de que pequenos levitadores movidos à luz podem ajudar a coletar dados de temperatura e composição.

“Você só pode decolar uma vez por dia, subir e descer e pousar em sua pequena sonda marciana. Não temos essa informação em Marte. Isso seria fantástico”, disse Paul Newman, cientista-chefe de Ciências da Terra no Goddard Space Flight Center da NASA.

7 lugares secretos em cidades maias que você adoraria conhecer

Matéria anterior

Fóssil de lula-vampiro, que se perdeu durante a Revolução Húngara, é redescoberto

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.