• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Cientistas matam animal que tinha mais de 500 anos de vida tentando descobrir sua idade

POR Jesus Galvão    EM Mundo Animal      12/09/18 às 16h39

Conhecido como Ming, o molusco de 507 anos de idade foi anunciado pelos cientistas da Universidade de Bangor, do País de Gales, como o animal mais velho do mundo encontrado vivo. Ming teria nascido em 1499 e já habitava as águas muito antes do rei da Inglaterra, Henrique VIII, chegar ao trono. O molusco teria recebido este nome devido a dinastia chinesa homônima.

O molusco Ming era um bivalve islandês e foi descoberto em 2006 em um leito marinho na Islândia. Primeiramente, eles acreditavam que ele tinha cerca de 405 anos de idade. Na tentativa de conseguir descobrir a idade precisa do animal, os pesquisadores abriram sua concha, o que resultou em sua morte.

O erro

Uma revisão nos dados coletados inicialmente fizeram os cientistas atualizarem o que se conhecia sobre a idade do bicho. "Nós erramos da primeira vez e talvez fomos um pouco apressados publicando nossas descobertas naquela época. Mas estamos absolutamente certos de que agora temos a idade certa ", disse o cientista oceânico da Universidade de Bangor, Paul Butler.

A idade de Ming então foi reajustada para 507 anos, contabilizada até a data de sua morte, em novembro de 2006, conforme análise mais apurada feita pelos pesquisadores. A idade do molusco foi estimada a partir da contagem de seus anéis. Entretanto, devido a sua avançada idade, os anéis se acumularam, o que acabou dificultando a contagem. Em um espaço de alguns milímetros era possível, às vezes, encontrar cerca de 500 anéis.

A contribuição do molusco

Mesmo após sua morte, Ming tem ajudado os cientistas a compreenderem muitas coisas importantes sobre a Terra. Os anéis formados em sua concha, assim como acontece com as árvores, guardam informações a respeito das mudanças climáticas que aconteceram no mundo ao longo dos anos.

"Vale a pena ter em mente que pegamos um total de 200 animais dessa espécie em nossa expedição à Islândia. Milhares deles são capturados comercialmente a cada ano, então é bem provável que alguns pescadores tenham capturado exemplares tão antigos quanto ou mais velhos do que o que pegamos", comentou Butler à revista ScienceNordic.

Para explicar a longevidade do molusco, os cientistas se apoiam na ideia de que o animal tenha vivido tanto graças a seu metabolismo incrivelmente lento. Antes de Ming, o animal terrestre vivo mais velho do mundo era uma tartaruga gigante macho, chamada Adwaita, que também morreu em 2006, aos 255 anos.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Independent  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+