CuriosidadesHistória

Como era o hino nacional antes dessa atual versão?

0

O Hino Nacional do Brasil foi uma música composta em 1822, por Francisco Manuel da Silva. Essa canção foi uma das mais cantadas de toda a história. Seja na escola, em alguma apresentação, jogo de futebol, solenidade presidencial, certamente você já deve ter presenciado algum momento em que a música do Hino Nacional brasileiro é tocado.

Muitos artistas brasileiros já chegaram a esquecer a letra do Hino em uma apresentação popular ou até mesmo as pessoas dão uma certa travada em certos trechos da canção. Mas antes de colocar a mão no peito e ter que ir para a porta da escola cantar essa música em homenagem ao feriado da independência, já ajudamos você, aqui no site da Fatos Desconhecidos, a descobrir o que significam os termos complicados de pronúncia no hino nacional (Clique aqui e confira a matéria).

Na época do segundo reinado, o Hino era executado somente em eventos oficiais em o imperador participasse.

Mas antes de ser a versão que é cantada por vários brasileiros nos cantos do país, o Hino Nacional também já teve uma outra versão. Como era essa canção antes da atual versão?

hora-cc3advica-nesta-sexta-feira-abriu-semana-da-pc3a1tria-em-dourados

Em 1822, o Hino Nacional era chamado de “Marcha Triunfal” para celebrar a comemoração da Independência do país. Devido ao sucesso da canção, ela chegou a receber duas letras. A primeira versão foi escrita por Ovídio Saraiva de Carvalho e Silva e foi lançada quando Dom Pedro I abdicou do trono.

Essa versão foi cantada pela primeira vez no cais do Largo do Paço (a atual Praça 15 de Novembro, localizada no Rio de Janeiro), passando a se chamar “Hino ao 7 de abril“. Esse nome fazia referência à abdicação de Dom Pedro I.

A letra era a seguinte:

Os bronzes da tirania
Já no Brasil não rouquejam;
Os monstros que o escravizavam
Já entre nós não vicejam.

(estribilho)
Da Pátria o grito
Eis que se desata
Desde o Amazonas
Até o Prata

Ferrões e grilhões e forcas
D’antemão se preparavam;
Mil planos de proscrição
As mãos dos monstros gizavam

Abdicação_de_Pedro_I_do_Brasil_extract

Já a segunda versão é uma letra com a autoria desconhecida, segundo apontam alguns historiadores. Ela foi escrita no momento de coroação de Dom Pedro II.

Veja a letra:

Negar de Pedro as virtudes
Seu talento escurecer
É negar como é sublime
Da bela aurora, o romper

Com o acontecimento da proclamação da República no ano de 1889, o governo realizou um concurso público para definir um novo Hino Nacional. Daí então, a composição feita pelo maestro Leopoldo Miguez, no entanto, o público e Marechal Deodoro da Fonseca hostilizaram a nova melodia e ele optou pela antiga (de Francisco Manoel da Silva), que acabou sendo oficializada no ano de 1890.

francisco_manuel_-_osorio_duque_estrada

Segundo o jornalista Aldo Pereira, em seu livro O Hino Nacional (Editora Grifo, Rio de Janeiro, 1996), “A letra atual, escrita pelo poeta Osório Duque Estrada, só seria escolhida em 1909”.

O Hino feito por Osório foi oficializado em decreto presidencial (na época Epitácio Pessoa) no ano de 1922 e é o que toca até hoje em cerimônias e eventos.

O diário desconhecido que Heath Ledger escreveu pouco antes de morrer

Matéria anterior

As 12 pedras de cada signo do zodíaco

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.