Entretenimento

Como estão os vocalistas de 6 grupos de pagode dos anos 1990

0

Os anos 1990 foram extremamente marcantes para as pessoas. Diversas coisas importantes e emocionantes aconteceram. Ficamos apreensivos esperando a virada de século, pois todos temiam o que os anos 2000 pudessem trazer. No entanto, essa década ficou marcada pelas produções de cinema e, é claro, pelas músicas. As boy bands dominavam as rádios americanas. Era uma verdadeira febre que conquistava o mundo inteiro. No entanto, no Brasil, era um pouco diferente, visto que os grupos de pagode predominavam e não saíam dos topos das paradas. A maioria das músicas falava sobre amor, além de fazer graça com tiradas bem humoradas, que acabaram conquistando de vez o público.

Mas, o que será que aconteceu com os vocalistas desses grupos duas décadas depois? Foi pensando um pouco sobre isso e em clima de nostalgia, que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou como alguns vocalistas de grandes grupos de pagode dos anos 90 estão hoje em dia. Confira conosco a seguir e surpreenda-se. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já e, sem mais delongas, vamos lá.

O que aconteceu com vocalistas de grupos de pagode dos anos 1990

1 – Só Pra Contrariar

Quando o grupo surgiu, Alexandre Pires tinha apenas 13 anos, em 1989. A partir daí, o grupo fez um grande sucesso no Brasil com seus sucessos Depois do Prazer e Interfone. Esses são apenas dois dos maiores hits. Em 2002, quando Alexandre começou a carreira solo, seu irmão, Fernando Pires, assumiu os vocais. O grupo ficou cada vez mais conhecido e permanece em atividade até hoje.

2 – Os Morenos

O grupo conquistou o coração dos brasileiros em 1995. A música “Marrom Bombom”, do primeiro álbum, fez tanto sucesso na época que chegou a ser reproduzida nas rádios 39 vezes no mesmo dia. Eles não pararam por aí e lançaram vários outros sucessos. Waguinho, o vocalista do grupo, decidiu seguir carreira solo em 2001. Sem a presença do cantor, o grupo anunciou o retorno em 2019.

3 – Jeito Moleque

Jeito Moleque foi um grupo de pagode criado por cinco amigos de infância, em 1998. A proposta era criar um pagode romântico que era muito popular nas rádios. O grupo então lançou grandes sucessos, como Eu Nunca Amei Assim e Hoje a Noite é Nossa. Bruno Diegues, que ficou marcado como vocalista, deixou o projeto em 2016, para buscar novos desafios. No ano seguinte, um fã assumido do grupo, Gui Albuquerque, assumiu a vaga.

4 – Karametade

O grupo é responsável pelos sucessos Morango do Nordeste e Decisão. Conquistou o Brasil na década de 1990, quando Vavá liderava a formação. Tempos depois, seu irmão gêmeo, Márcio, tornou-se a voz principal da banda. Em 2005 o grupo se desfez, mas voltou aos palcos 14 anos depois. Dessa vez, Vavá e Márcio assumiram os vocais.

5 – Molejo

Molejo marcou o pagode e a música brasileira como um todo. Brincadeira de Criança e Dança da Vassoura estão entre os maiores hits do grupo. Até mesmo Lady Gaga usou um trecho de música do Molejo em uma publicação para promover um dos seus álbuns.

6 – Os Travessos

Todo mundo lembra-se deles. Os travessos também surgiram na década de 1990 e dominaram o Brasil com sucessos como Alô e Tô Te Filmando. Rodriguinho, o vocalista, deixou o grupo em 2004, mas retornou tempos depois para celebrar os 20 anos do projeto. Atualmente Uan, primo de Rodriguinho, é quem assume os vocais principais do grupo.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Esse usuário do TikTok transforma os emojis em comida de verdade

Matéria anterior

Cidade da Califórnia paga US$ 100 para quem a visitar

Próxima matéria

Você pode gostar