• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Como realmente seria um verdadeiro apocalipse robô?

POR Maria Ritha Paixão    EM Ciência e Tecnologia      18/04/19 às 15h03

A tecnologia nos cerca a todo o momento. Dependemos dela para fazer praticamente tudo. Sacar o dinheiro, chegar no trabalho, conversar com alguém distante. Nenhuma dessas opções estão isentas de tecnologia. É como uma extensão do corpo humano. E se acontecesse um apocalipse robô?

A cada hora, há uma nova invenção no mundo das máquinas e já estamos para trás com os novos lançamentos. Já imaginou se todas essas coisas tomassem consciência? O que fariam com todas as nossas informações armazenadas? Ou pior, e se cada equipamento que te rodeia de repente criasse vida, o que seria de nós?

Situações possíveis

Calma! Vamos pensar mais um pouco. Quais as vantagens do ser humano em um guerra em pleno Apocalipse Robô? São muitas, a começar pela nossa articulação. Por mais avançadas que sejam as máquinas, elas ainda não conseguem se mover com tanta liberdade quanto nós. Ou seja, correr seria a primeira opção.

A outra é simplesmente fechar a porta! Os robôs não conseguem ainda ultrapassar portas, mas não esqueça de conferir antes se há um do lado de dentro. Esse fato já foi testado em robôs e o resultado foi que eles bateram, sem nenhuma noção de direção e reconhecimento, nas paredes.

O mais preocupante entre todas as tecnologias seriam os celulares. Segundo relatório da União Internacional de Telecomunicações, UIT, os mais de 7 bilhões de celulares do mundo são os objetos que mais permanecem perto de nós, 24 horas por dia. Mas, o máximo que conseguiriam fazer é jogar nas redes aquele vídeo vergonhoso guardado.

O pior, pior mesmo seriam as contas bancárias criando novas contas com créditos ilimitados no seu nome. Sua vida financeira ficaria uma loucura quase que irreparável. E os carros? O que seria dos carros? Quer saber mesmo? Nada. Se não houver um humano dentro, não pode acontecer absolutamente nada, já que eles necessitam de uma direção.

Caso estivesse dentro do carro em rodovia sozinho, frear seria uma opção. Puxar o freio de mão. Os únicos perigosos robôs são os montadores de carro. Mas lembre-se que esses estão presos ao chão, bem firmes! Não têm risco algum. Ficariam loucos no mesmo lugar.

A tragédia maior estaria nas máquinas criadas para guerra. Imagine só! Bombas senda lanças sobre nossas cabeças, drones cometendo ataques aéreos. Muitas pessoas morreriam nesse momento, mas um hora ou outra, o combustível ia acabar!

Bombas nucleares

Se computadores conectados diretamente em bombas nucleares começassem a ativar as explosões, o mais adequado seria desligar todos os computadores responsáveis pelo comando. Sem energia, esses danadinhos não iriam a lugar algum.

Pode até ser que um apocalipse robô aconteça, mas não vai chegar tão longe. Por mais que eles tomem autonomia e saiam destruindo vidas e reputações, não iriam tão longe. Fomos nós, seres humanos, quem criamos as máquinas e com a mesma inteligência, daríamos um jeitinho de reverter a situação.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Maria Ritha Paixão
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+