Curiosidades

Como surgiram os cinemas?

0

Muitas pessoas no mundo são grandes entusiastas do cinema. Os primeiros filmes assistidos naquelas telonas podem ser lembranças memoráveis para muitos. Por isso, é comum que tenhamos o interesse em saber como surgiram os cinemas.

Qual a origem do cinema?

Segredos do Mundo

As pessoas sempre gostaram de contar histórias para amigos e familiares. Com o surgimento da captação de imagens, estudiosos inventaram aparelhos que conseguiam registrar alguns momentos. Com isso, começou a gravação de pequenos fragmentos até o sistema atual que conhecemos.

O ser humano sempre foi apaixonado por contar histórias, numa conversa entre amigos ou registros de acontecimentos. Desde o surgimento da captação de imagens, muitos estudiosos inventaram aparelhos para esses registros e criaram desde pequenos fragmentos até o cinema como conhecemos atualmente.

O início da história do cinema pode ser datado em 1895, com os irmãos Louis e Auguste Lumière. Eles foram responsáveis por projetar o primeiro filme da história, gravado em um café de Paris.

“Sortie de L’usine Lumière à Lyon” (Empregados deixando a Fábrica Lumière) foi produzido por Louis Lumière. A obra é considerada a primeira planejada, possuindo 45 segundos de duração.

No entanto, para entender sua origem existem outros fatores a serem abordados. Apresentaremos eles logo abaixo.

Principais criações para a invenção do cinema

O cinema conseguiu alcançar suas grandes projeções após processos investigativos e de aperfeiçoamento ao longo dos séculos. Foi necessário que várias pessoas fizessem descobertas antes de chegarmos ao nível atual. Veja algumas delas.

Câmera Escura e Lanterna Mágica

No século XV, Leonardo Da Vinci fez uma projeção com luzes em superfície. Para isso, ele utilizou uma caixa e uma lente de vidro. Essa criação ficou conhecida como Câmera escura. Ela projetava as imagens de forma invertida. 

Já no século XVII, o alemão Athanasius Kirchner inventou a Lanterna Mágica. O aparelho era uma caixa que projetava imagens pintadas à mão em vidros. A projeção era realizada por meio de luzes e lentes. Enquanto isso, na apresentação, um narrador era quem contava as histórias e poderia até mesmo possuir uma música de fundo. O instrumento se tornou um sucesso em feiras urbanas.

Praxinoscópio e Cinetoscópio: o início do cinema

Mega Curioso

O praxinoscópio foi criado em 1877 pelo francês Charles Émile Reynaud. O aparelho de formato circular fazia com que as imagens, ao girarem, pareciam estar se movendo. No começo, as projeções eram realizadas em um ambiente doméstico, mas seu inventor decidiu potencializar sua máquina em 1888. Com isso, foi possível projetar para plateias maiores e suas apresentações eram conhecidas como “teatro ótico”.

Já a captura da imagem-movimento começou em 1889 com a criação do cinetoscópio por William Dickson. Ele era assistente do cientista e inventor americano Thomas Edison. Essa invenção contribuiu fortemente para o cinema como conhecemos hoje.

Apesar do cinema ter como origem o cinetoscópio, ele não projetava as imagens em telões como atualmente. Os espectadores podiam observar, por no máximo 15 minutos, as imagens no interior de uma uma câmara escura, através de um local para colocar um dos olhos. Essa experiência não podia ser realizada de forma coletiva.

Com esse aparelho, Thomas Edison desenvolveu o “Black Maria”, considerado o primeiro filme existente.

Cinematógrafo e a indústria mundial do cinema

O Imparcial

Em 1895, os irmãos Lumière criaram o cinematógrafo. Esse artefato é de extrema importância para a história do cinema. Diferente dos outros aparelhos, ele permitia gravar, copiar e projetar imagens de forma prática. Por isso, foi considerado o primeiro aparelho qualificado para as produções audiovisuais.

Depois das criações de Louis Lumière, outros artistas produziram seus próprios filmes. Um deles foi Thomas Edison, que em 1895 criou a obra cinematográfica “Vitascope”. Além disso, os irmãos Lumière foram os responsáveis pelas primeiras “direções cênicas” para o cinema. Com isso, começaram a registrar não apenas o cotidiano, mas cenas dramáticas e com níveis de teatralidade.

Já em 1903, o americano Edwin S. Porter produziu “Great Train Robbery”, um filme de ação que foi considerado o primeiro sucesso de bilheteria. Além disso, ele estabeleceu a narrativa realista com um padrão e ajudou na popularização da cinematografia, fazendo com que ela entrasse na indústria da cultura, atraindo a atenção de investidores.

Os nickelodeons, primeiros estabelecimentos, receberam esse novo público por uma taxa de entrada de 5 centavos. Esse preço fez com ele se tornasse popular para a classe trabalhadora, o que mudou a história do cinema e o ajudou a se estabelecer na indústria da cultura.

Ascensão do cinema e os estúdios de Hollywood

Pixabay

Em seus primeiros anos, as produções eram realizadas em único filme que permitia a gravação de 16 minutos. Em 1907, começaram as importações de obras cinematográficas feitas por artistas europeus. Já em 1912, as obras ganharam a aceitação popular e maior tempo de tela, como o filme “Queen Elizabeth”, produzido por Louis Mercanton, que foi gravado em três rolos e meio.

Quanto mais o cinema alcançava popularidade entre a classe média, mais longo os filmes ficavam. Com isso, os produtores precisaram criar locais confortáveis e bonitos para atrair o público. A partir disso, os estúdios em Hollywood alcançaram o topo do mundo.

Isso pode ser explicado porque com a alta demanda de filmes, os produtores perceberam que eles precisavam ser gravados durante todo o ano. Mas, as cidades de Chicago e New York não poderiam ser utilizadas, pois as condições meteorológicas instáveis impediam gravações ao ar livre.

Após tentar gravar em várias cidades, descobriram o lugar perfeito, o subúrbio de Los Angeles, onde se encontrava Hollywood. O local era ideal para as produções devido ao clima ensolarado durante todo o ano, a terra abundante e barata, a riqueza natural, entre outros fatores.

Por causa disso, até hoje a cidade é uma referência para a indústria cinematográfica mundial.

Fonte: Mundo Educação, Ai Cinema

Tudo que se sabe sobre o runner’s high pode estar errado

Matéria anterior

Como as dobras e as rugas do cérebro são feitas?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos