Curiosidades

Conheça a história de vida do ambulante que chorou com Mano Brown no Carnaval

0

Durante o Carnaval, Diego Dart Cleisson Borges dos Santos, de 34 anos, emocionou as redes sociais, por ser a personificação do “Negro Drama”, música do grupo de rap Racionais MC’s. Durante um bloquinho, ele se sentiu representando e homenageado, ao ver seu ídolo cantando a música. Por isso, hoje, vamos conta a história de vida do ambulante, que chorou com Mano Brown no Carnaval.

Por conta de um vídeo, postado pelo produtor musical Zé Enrique Iglesias, a internet pôde ver a reação de Diego ao show. Antes da entrada de Brown, ele estava apenas passando com seu isopor, e então, tudo mudou de repente.

Negro drama, entre o sucesso e a lama

De acordo com Diego, ele vive, de fato, como o ‘Negro Drama’ da música, “entre o sucesso e a lama”, na cidade Salvador. Além do trabalho como vendedor de cervejas, Diego também é rapper nas horas vagas e atende artisticamente pelo nome de Negro Drama. No entanto, Diego não ganha dinheiro com o rap, então faz bico em barracas de feira como vendedor ambulante. Além disso, ele também é o mais velho de uma família de sete filhos. Um dos irmãos, como ele conta, está preso. “Infelizmente, ele acabou se envolvendo no crime”, admite Diego. Contudo, ele diz ter se livrado desse destino graças às músicas dos Racionais.

Por isso, não é à toa que, diante de seu ídolo, ele saiu do personagem de Negro Drama e, contrariando a música, deu rosto e coração à multidão. De acordo com Diego, ele nem imaginava que Mano Brown faria uma participação naquela noite. Mas aquela se tornou uma boa surpresa, ao ouvir a voz rouca do ídolo ao longe.

Em seguida, um anúncio confirmou que aquele era Mano Brown no palco. Depois disso, Diego colocou em prática um dos versos da música, “tim, tim, um brinde pra mim!”. Dessa forma, Diego pegou um cerveja no isopor e a tomou. “A gente tem que prestar contas da mercadoria, né? É tudo anotadinho. Mas na hora pensei: ‘na boa, a patroa vai me perdoar, mas eu vou tomar uma cerveja'”, lembrou Diego.

Um encontro com seu maior ídolo

O Negro Drama, morador de Fazenda Coutos, diz que faz quase tudo para garantir o sustento de sua família. Mas tudo de forma lícita. Ele ainda conta que, desde pequeno, sempre trabalhou na feirinha, para ajudar sua família. “A gente participa de eventos, batalhas de MC’s e mostra nosso trabalho onde pode. Escrevo letras, faço minhas rimas, mas nunca tive condições de gravar nada. Queria que meu rap ecoasse e chegasse aos ouvidos da juventude negra”, afirmou o rapper. Em seguida, você pode conferir um pouco do som de Negro Drama.

https://youtu.be/gEo6qmCHPWg

Em sua comunidade, Diego é visto como um sujeito, extremamente tranquilo. Durante todo o tempo, ele está cercado de amigos e outros tantos negros que vivem o drama das poucas oportunidades. Mas, no final das contas, ele ainda consegue não se render as batalhas da vida. Todo, mundo “veste preto por dentro e por fora. Guerreiros, poetas, entre o tempo e a memória”, disse citando, novamente, os Racionais.

Por fim, Mano Brown postou o vídeo nas redes sociais. Na legenda, ele escreveu que “estar na Bahia é como estar no colo da minha mãe. Não sei como retribuir à altura”. Para assistir o vídeo completo, basta clicar aqui.

Conheça o método que promete apagar a memória ruim de uma separação amorosa

Matéria anterior

10 cenas icônicas do cinema que foram improvisadas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.