• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Conheça a história da mulher que doou o seu útero para desconhecida se tornar mãe

POR Cristyele Oliveira    EM Compartilhando coisa boa      11/06/19 às 14h45

Para muitas pessoas, cirurgias médicas remetem ao medo, e mesmo quando são necessárias, algumas pessoas resistem em fazer um procedimento arriscado. Agora imagine se submeter a uma cirurgia de 11 horas para poder realizar o sonho de ser mãe de alguém que você nem conhece? Foi exatamente isso que a enfermeira Heather Bankos fez. A mulher, que teve três gestações bem sucedidas e três filhos saudáveis, decidiu ajudar outra mulher a ter a experiência da gravidez e da maternidade.

No primeiro momento, ela cogitou a possibilidade de se oferecer como barriga de aluguel. Mas por fim, acabou preferindo ajudar de uma outra forma: doando o seu útero para que uma mulher desconhecida pudesse engravidar. "Não importava para mim conhecer a pessoa ou não. Eu só queria ajudar alguém, não importa quem fosse", disse a enfermeira à BBC. E a sua história é realmente inspiradora e renova a nossa fé na humanidade.

A boa ação

Heather Bankos, tem 31 anos e trabalha como enfermeira em uma UTI neonatal há nove anos. Segundo ela, a sua experiência profissional teve grande peso na sua tomada de decisão. Nessa profissão, ela presenciou muitas situações de alegria de ver a bebê indo para casa junto aos pais. Mas ela conta também da tristeza de ver recém-nascidos não sobreviverem ou situações em que complicações no parto impediram mulheres de engravidar novamente.

Ela, que é mãe de Nathan, de 8 anos, Matthew, de 6 anos e Ellie, de 3 anos, teve ótimas experiências na gravidez. "Sempre me senti incrível quando estava grávida. Mesmo com as dores e enjoos. Me sentia realmente confortável com meu corpo", conta. "Foi tão fácil para mim engravidar e levar a gravidez adiante. É devastador saber que há mulheres que não podem fazer isso".

Ao ler uma reportagem sobre o programa no Bylor University Medical Center, no final de 2017, soube de uma mulher que havia nascido sem útero e que tinha dado à luz depois de receber um transplante. Foi a partir daí, que Heather teve a ideia de fazer o mesmo.

Até agora, a pesquisa realizada pela Universidade no centro médico em Dallas, no Texas, já realizou 18 transplantes de útero. Duas das mulheres que receberam o órgão já deram à luz, e outras seis estão grávidas.

O transplante

Heather entrou em contato com o hospital em abril de 2018, e em outubro, começou a fazer os exames. Ela foi submetida a uma avaliação psicológica para confirmar se estava realmente apta a ser uma doadora. Em fevereiro desse ano, ela recebeu a notícia de que era compatível com uma mulher.

A enfermeira arcou com todas as despesas de passagem da sua casa, no estado da Pensilvânia, até Dallas. Tudo para fazer os exames preliminares e também a cirurgia. O procedimento durou mais de 11 horas, e ela conta que a recuperação não foi fácil. "Tive muita dor", afirma ela. Heather ainda garante que em nenhum momento questionou a sua decisão. Agora ela já está completamente recuperada, e a paciente, que recebeu o seu útero, também se recuperou bem.

No entanto, ela ainda não pôde conhecer a mulher que recebeu o seu útero. As normas do programa não permitem que a paciente seja identificada ou se encontre com a doadora antes de dar à luz. Mas a enfermeira e a futura mãe já trocaram cartas. "Posso dizer pelas cartas o quão empolgada e grata ela estava. Espero que ela acabe tendo uma gravidez saudável, um parto fácil e um bebezinho no final".

E você, o que achou da atitude da enfermeira? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.




Matérias selecionadas especialmente para você

Via   BBC  
Imagens BBC
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+