Curiosidades

CopenHill, a usina mais sustentável do mundo

0

CopenHill não é apenas a maior usina de geração de resíduos em energia do mundo, é também uma obra-prima, cujo design arquitetônico incorpora uma pista de esqui gigante, uma trilha de caminhada e uma parede de escalada.

Geralmente, usinas de processamento de resíduos não são grandes atrações turísticas, mas a mais recente conquista de Copenhague, que diariamente busca se tornar a primeira cidade livre de carbono do mundo, praticamente, é uma experiência que precisa ser vivenciada.

Além de converter 440.000 toneladas de lixo em energia limpa todos os anos, o CopenHill é um centro de entretenimento emocionante para pessoas que procuram desenvolver atividades ao ar livre.

Durante o verão, o ambiente, localizado próximo do centro da capital da Dinamarca, oferece uma magnífica trilha verde, voltada especialmente para caminhadas. Já no inverno, o local adequa-se inteiramente aos amantes do esqui, que podem praticar o esporte em uma pista especial.

O projeto

O arrojado projeto arquitetônico do CopenHill foi elaborado em 2002, com o intuito de viabilizar um espaço urbano público, na área mais densa de Copenhague. Inicialmente, os projetistas queriam apenas criar uma pista de esqui no teto de um shopping center. A ideia, no entanto, não se materializou.

Ao longo do tempo, o plano inicial sofreu algumas modificações. Os projetistas decidiram criar algo maior, algo que realmente fosse capaz de impressionar. Foi então que o shopping saiu de questão e a usina de processamento de resíduos entrou em pauta.

O projeto só saiu do papel após vencer o concurso internacional de design. Inaugurado há um ano, o CopenHell, hoje, tornou-se um dos marcos mais populares na capital dinamarquesa.

No verão, o local oferece aos visitantes trilhas para caminhadas, playgrounds, espaços com equipamentos de ginástica, trilhas, paredes de escalada e, claro, vistas espetaculares da cidade. Em meio ao inverno rigoroso, o público pode usufruir de pistas de esqui, e com sistema de teleférico.

Por ser uma usina de energia, CopenHill é exemplo claro de sustentabilidade hedonística.

Dinamarca

2 14 600x400, Fatos Desconhecidos

A Dinamarca é famosa por ser um dos países mais sustentáveis do mundo. Além disso, é também classificada como um dos países mais felizes para se viver, afinal, quem a visita, percebe e vê imediatamentes inúmeros hábitos eco-friendly presentes no local.

Recentemente, o país apareceu no topo da nova edição do Índice de Performance Ambiental, um ranking que avalia a política ambiental de 180 países. O comparativo foi divulgado no dia 04 de junho deste ano, ou seja, na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente.

O Índice de Performance Ambiental foi desenvolvido pelo Centro de Política e Lei Ambiental da Universidade de Yale, juntamente com a Rede de Informação do Centro Internacional de Ciências da Terra da Universidade de Columbia. A cada dois anos, o índice é divulgado.

Entre os dez primeiros colocados, deste ano, quatro são países nórdicos. A Finlândia, a Suécia e a Noruega conquistaram o sétimo, oitavo e nono lugares, respectivamente.

Entre os dez primeiros colocados deste ano, quatro são países nórdicos. A Finlândia, a Suécia e a Noruega conquistaram o sétimo, oitavo e nono lugares, respectivamente. O ranking avalia a saúde ambiental dos países e a vitalidade de seus ecossistemas. Desde a primeira edição, sempre houve países nórdicos entre os 10 primeiros colocados. 

Estamos vivendo a maior degradação da natureza desde a extinção dos dinossauros

Matéria anterior

7 piores atos de vingança da história

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos