Curiosidades

Defesa Civil irá usar WhatsApp para enviar alertas de desastres

0

O WhatsApp já é uma ferramenta de comunicação quase que unânime do nosso país. Justamente por isso que o Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou, na quarta-feira dessa semana, que a Defesa Civil irá usar o aplicativo para enviar alertas a respeito de desastres.

De acordo com o governo federal, esse serviço estará disponível para a população em até 60 dias. As pessoas que tiverem interesse em ser avisadas através do WhatsApp já podem enviar uma mensagem de “oi” para o número +55 (61) 2034-4611. Então, é só começar a interagir para se cadastrar.

Nesse conversa é possível compartilhar a localização atual ou alguma outra para conseguir receber os avisos a respeito da região. Além disso, o canal também será usado para enviar dicas de proteção, as melhores rotas de evacuação no caso de acontecer algum desastre e alertas ativos em outros estados.

Serviço

Portal Valentina

Esse número é na realidade um chatbot, uma espécie de robô para fazer o atendimento automático, da Defesa Civil Nacional. Quem estiver cadastrado já será informado pelo WhatsApp assim que o serviço de alerta estiver funcionando.

Quem desenvolveu esse projeto foi o WhatsApp, em parceria com a Robbu, uma empresa de atendimento digital. E o Ministério do Desenvolvimento Regional firmou um Acordo de Cooperação Técnica para dar continuidade à iniciativa.


Esses avisos via WhatsApp vão se juntar ao SMS, Telegram, à TV por assinatura e ao Google, canais que também são usados para informar a respeito de desastres.

De acordo com Dario Durigan, diretor de Políticas Públicas para o WhatsApp no Brasil, essa será a primeira vez que um sistema de defesa civil irá envia alertas pelo aplicativo de uma maneira permanente.

“O aplicativo já é utilizado com frequência por grupos e comunidades próximas da Defesa Civil para coordenação e aviso. O que faremos agora é elevar esse uso do WhatsApp para um outro patamar, através de uma conta verificada que dá segurança às pessoas de que estão falando com a Defesa Civil”, disse ele.

WhatsApp

Olhar digital

Desde a sua criação, a ferramenta vem se adequando às necessidades dos usuários, e fazendo de tudo para ficar mais fácil e funcional para todos. Com isso, os recursos e as necessidades vão surgindo com o tempo e com as maneiras que os usuários os utilizam. Por conta disso, o WhatsApp está sempre se renovando e lançando novas funções.

Uma das últimas funções que o aplicativo estava testando era a possibilidade de editar as mensagens que foram enviadas para contatos, de acordo com o site WABetaInfo.

Segundo eles, os desenvolvedores do WhatsApp devem apresentar essa nova função nas próximas atualizações da versão beta do aplicativo para Android, iOS e web.

O botão para editar mensagens irá permitir que a pessoa mude o conteúdo que já foi enviado, como por exemplo, algum erro de digitação. Hoje em dia, o que os usuários do WhatsApp podem fazer é apagar as mensagens enviadas por engano. No entanto, o contato para quem a mensagem foi enviada sabe que existia uma mensagem que foi apagada.

Essa função de editar mensagem já é vista no Telegram, um dos principais concorrentes do WhatsApp.

Até o momento, essa nova função ainda está em fase de teste e por isso não há muitos detalhes sobre ela. Além disso, o WhatsApp comentou que o site WABetaInfo não é uma fonte oficial e que a empresa não comenta boatos.

Então, até o momento, a última atualização do WhatsApp foi o WhatsApp Web, que agora permite que até quatro aparelhos estejam conectados ao mesmo tempo, sem precisar manter seu celular online.

“Cada aparelho se conectará ao WhatsApp de maneira independente, mantendo o mesmo nível de privacidade e segurança que a criptografia de ponta a ponta oferece às pessoas que usam o WhatsApp”, explicou a empresa.

Fonte: G1,

Imagens: Portal Valentina, Olhar digital

Dira Paes publica vídeo de irmão dando aula com bebê de aluna no colo

Matéria anterior

Jovem fica surpresa com a repercussão do vídeo da prima cortando o cabelo durante festa

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos