• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Derretimento de gelo no Monte Everest revela terrível cenário

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      21/03/19 às 20h18

Mais de 4800 pessoas já escalaram o Monte Everest. Desde a primeira tentativa de subir ao topo do pico mais alto da Terra, quase 300 pessoas já morreram. Aproximadamente dois terços dos corpos ainda estão enterrados sobre a neve e o gelo. Porém, algo tem incomodado operadores de expedições devido ao derretimento do gelo.

Segundo o que informou o ex-presidente da Associação de Montanhismo do Nepal, Ang Tshering Sherpa, devido ao aquecimento global, o manto de gelo que cobre as geleiras está derretendo e com isso trazendo à tona os cadáveres de alpinistas que estavam enterrado por todos esses anos sob a neve.

A aparição de corpos

"Nós removemos cadáveres de alguns montanhistas que morreram nos últimos anos, mas os antigos que permaneceram enterrados estão saindo agora", disse Sherpa. "Eu mesmo recuperei cerca de 10 cadáveres nos últimos anos de diferentes locais no Everest e claramente mais e mais deles estão surgindo agora", informou um colaborador da associação.

As autoridades da Associação de Operadores de Expedição do Nepal (AOEN) estão removendo as cordas das partes mais altas do Everest e Lhotse nessa temporada de escalada. Mas lidar com os cadáveres não é algo muito simples. A organização aponta que as leis do Nepal exigem o envolvimento de agências governamentais para a remoção dos corpos e que isso era um verdadeiro desafio.

"Essa questão precisa ser priorizada tanto pelo governo quanto pelo setor de montanhismo", disse Dambar Parajuli, atual presidente da AOEN. "Se eles conseguem fazer isso no lado do Tibete do Everest, também podemos fazer isso aqui".

Em 2017, a mão de um alpinista simplesmente surgiu acima do solo em meio a um acampamento. Operadores de expedição, junto de escaladores profissionais da região, conseguiram localizar e mover o corpo. Porém, no mesmo ano, outro corpo apareceu em um lugar conhecido como Queda de Geleira Khumbu do Everest.

É nesta região que a maioria dos cadáveres vem surgindo ao longo dos anos, segundo os montanhistas. Na área do Acampamento 4, também chamada South Col, os cadáveres também têm aparecido com uma certa frequência.

"Mãos e pernas de cadáveres apareceram no campo base também nos últimos anos. Percebemos que o nível de gelo em torno do acampamento está diminuindo, e é por isso que os corpos estão ficando expostos", disse o funcionário de uma organização não governamental da região.

O desgaste das geleiras e os cadáveres

Segundo um estudo realizado em 2015, foi possível perceber que as lagoas na Geleira Khumbu, estavam se expandindo e se juntando devido ao derretimento acelerado. Essas lagoas precisam ser atravessadas pelos alpinistas para poderem escalar o Everest.

Depois que a água do Lago Imja, localizado próximo ao poderoso pico, atingiu níveis perigosos devido ao rápido degelo, o exército do Nepal acabou drenando o lago. No entanto, segundo os montanhistas, nem todos os cadáveres estão aparecendo somente devido ao derretimento. Alguns estão surgindo na superfície devido ao movimento da Geleira Khumbu.

"Por causa do movimento da Geleira Khumbu, nós conseguimos ver cadáveres de tempos em tempos. Mas a maioria dos escaladores está mentalmente preparada para se deparar com essa visão", disse Tshering Pandey Bhote, vice-presidente da Associação Nacional de Guias de Montanha do Nepal.

Recuperar e remover os corpos das partes superiores do Everest pode ser muito caro e exaustivo. Especialistas estimam que isso custaria em torno de 40 a 80 mil dólares. "Um dos resgates mais desafiadores foi em uma altura de 8.700 m, perto da cúpula. O corpo estava totalmente congelado e pesava 150kg e teve que ser recuperado de um lugar difícil naquela altitude", disse Sherpa.

Algumas pessoas afirmam que a remoção dos corpos pode ser algo controverso, uma vez que isso pode ser visto como uma questão muito pessoal. "A maioria dos escaladores gostariam de ser deixados nas montanhas caso eles morressem. Então, seria considerado desrespeitoso apenas removê-los, a menos que eles precisem ser removidos da rota de escalada ou que suas famílias os queiram", disse o famoso alpinista Alan Arnette.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+