Igreja usa dízimo para construir casas para quem não tem moradia

POR A redação    EM Curiosidades      27/08/15 às 17h52

Uma igreja do Rio de Janeiro surpreendeu o Brasil inteiro com suas ações sociais. A Assembléia de Deus Ministério Lagoinha, liderada pelo pastor Fábio Mendonça na cidade de Araruama está usando o dízimo de uma maneira que surpreendeu fiéis e membros de outras congregações.

O templo está usando o dinheiro arrecadado com o dízimo e doações da comunidade para construir casas para os membros que não tem moradia. O trabalho social conta com a ajuda de três pedreiros que disponibilizam seus serviços voluntariamente nos fins de semana.

Com o trabalho conjunto, quatro casas já estão sendo construídas e duas delas serão entregues para duas senhoras que estão dormindo na igreja por não terem moradia. Mesmo com o trabalho voluntário sendo elogiado por muitos, o pastor disse que está sendo bastante criticado.

37

"Alguns pastores me perguntaram se eu não estava "arrumando" muito trabalho. Se Deus pensasse no trabalho que o ser humano dá a Ele em relação à desobediência a seus princípios, não teria feito o mundo. Tudo que fazemos na vida pode nos gerar problemas, você não compra um carro, por exemplo, pensando que o pneu pode furar um dia, mas no benefício que você vai ter com o veículo.", destacou em entrevista ao site Razões para Acreditar.

O pastor, que também é sargento da polícia militar, afirmou que as igrejas deveriam se preocupar mais com os fiéis. "as igrejas devem ficar mais atentas à necessidade do povo. Sejam elas materiais ou espirituais. Há igrejas em que a maioria dos membros não possui necessidades financeiras, mas sempre há os que precisam de ajuda espiritual e aqueles que precisam de ajuda material".

Fonte: Razões para Acreditar

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+