Curiosidades

Isso que acontece com o corpo e o cérebro depois de você ficar acordado a noite toda

0

Dormir pode ser considerado, por várias pessoas, uma das melhores coisas da vida. E mesmo que você seja uma pessoa que não gosta muito de dormir, todos nós precisamos de uma boa noite de descanso.

No entanto, existem aqueles momentos onde é inevitável se manter acordado. Seja para terminar um trabalho, acompanhar alguém no hospital, ou preparar uma apresentação que decidirá sua carreira. Essas situações podem requerer que a pessoa fique acordada a noite toda. Mas ela deve estar ciente de como ficar acordada a noite toda pode ser prejudicial para o seu corpo e também para o seu cérebro.

Os neurocientistas da Noruega observaram, de forma atenta, as possíveis repercussões na saúde das pessoas essa falta de sono. E o resultado não é uma coisa bonita.

Estudo

Para o estudo, eles recrutaram 21 jovens saudáveis para fazerem uma série de testes de imagem por tensor de difusão (DTI). Eles indicam a difusão da água no corpo, e por conta disso, a saúde do sistema nervoso.

Os participantes ficaram acordados por 23 horas. E, para dar algumas condições de controle, eles não foram autorizados a consumir álcool, cafeína ou nicotina durante o estudo. Eles também não podiam comer nada antes de um exame de DTI.

Esse estudo apontou mudanças significativas na substância branca dentro do cérebro depois de uma noite sem dormir. Com isso, eles descobriram que “a privação de sono estava associada com anisotropia fracionada generalizada”.

Colocando em outras palavras, é uma degeneração das redes de conectividade dentro do cérebro. Você pode já ter sentido isso se tentou alguma vez organizar seus pensamentos depois de uma noite sem dormir.

Os neurocientistas notaram alterações em todo o cérebro. Elas cobriam o corpo caloso, tronco cerebral, tálamo, tratos fronto-temporal e parieto-occipital. Contudo, o que ainda não ficou claro é o quão permanente esse dano é. E se um sono longo na noite seguinte pode consertar todos esses danos que foram causados.

“Minha hipótese seria que os efeitos putativos de uma noite de privação de sono na microestrutura da substância branca são de curto prazo e se revertem depois de uma ou algumas noites de sono normal. No entanto, pode-se levantar a hipótese de que a insuficiência crônica do sono pode levar a alterações mais duradouras na estrutura do cérebro. Essa hipótese ainda precisa ser esclarecida”, disse o principal autor do relatório, Torbjørn Elvsåshagen.

Observações

No estudo, dois dos participantes não tiveram o mesmo padrão de comportamento cerebral que os outros. Isso talvez fosse um indicativo de que algumas pessoas tenham corpos mais protegidos contra os efeitos da privação de sono.

Esse estudo feito ainda é pequeno. Por isso, é preciso analisar seus resultados com cautela. E um estudo de acompanhamento poderia adicionar mais exames feitos em intervalos de tempo mais curtos. Além de também levar em consideração a atividades dos participantes.

Por conta de todos esses fatores e perguntas ainda a serem respondidas, vários pesquisadores estão olhando para a mesma questão. E já foi demonstrado que a insônia interfere nos genes e nos cérebros das pessoas.

O que as autoridades fazem com alimentos apreendidos nos aeroportos?

Matéria anterior

7 patrimônios mundiais que ficam no Brasil

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.