Mundo Afora

Luz rosa no céu intrigante revela plantação secreta de maconha na Austrália

0

Na cidade de Mildura, no sudeste da Austrália, moradores observaram um brilho rosa iluminando o céu durante a noite. No entanto, o que eles não esperavam era que a luz revelasse uma fazenda que plantava maconha.

A moradora Tammy Szumowski chegou a se questionar se a luz era o apocalipse chegando. “Eu estava apenas sendo uma mãe legal e me mantendo calma, dizendo às crianças: ‘Não há nada com que se preocupar'”, disse ela à BBC.

“Mas, na minha cabeça, eu me perguntava: o que diabos é isso?”, acrescenta.

Antes de ser informada que a luz vinha de uma fazenda de maconha, Szumowski também se questionou se poderia ser uma invasão alienígena ou um asteroide. “Minha mãe estava no telefone, e papai no fundo dizia: ‘É melhor eu me apressar e tomar meu chá porque o mundo está acabando’.”

“E a mamãe disse: ‘Qual é o sentido de tomar seu chá se o mundo está acabando?'”.

Já outra moradora, Nikea Champion, contou que acreditava ser uma Lua vermelha realmente brilhante, até notar que a luz vinha do solo.


“Todos esses cenários do fim do mundo estavam passando pela minha cabeça”, disse ela à BBC.

Fazenda secreta exposta

Foto: Tammy Szumowski / Arquivo Pessoal

A cannabis medicinal foi legalizada na Austrália em 2016, no entanto, o uso recreativo da droga segue proibido.

Há poucas instalações de cultivo de maconha, e suas localizações são secretas por razões de segurança, o que não é mais o caso dessa fazenda.

As luzes avermelhadas são utilizadas para ajudar a plantação a crescer. Normalmente, cortinas que bloqueiam a passagem de luz são arriadas ao entardecer.

No entanto, um porta-voz do fabricante Cann Group informou que na quarta-feira, elas não funcionaram. Além disso, como a noite estava nublada, as luzes criaram aquele efeito, que podia ser visto a quase uma hora da instalação.

“Eu achei engraçado… poderia ter sido algo muito mais legal, mas basicamente eram apenas luzes de cultivo de maconha medicinal”, disse Champion.

Szumowski afirmou que eles também “deram boas risadas”. Mesmo com pânico inicial, ela ficou impressionada com a beleza do céu. “Acho que foi ótimo — eles deveriam fazer isso com mais frequência.”

Tailândia autoriza plantio, mas fumar maconha continua proibido

Foto: Sakchai Lalit/ AP

Já na Tailândia, no dia 09 de junho, foi autorizada a produção de cannabis sativa, assim como seu uso em alimentos e bebidas por meio de uma legislação, que é considerada a primeira lei desse teor no continente asiático.

No entanto, fumar maconha segue proibido e passível de punição. O objetivo da legalização da plantação é impulsionar a agricultura e o turismo medicinal.

“Devemos saber como usar cannabis. Se tivermos a consciência correta, a maconha é como ouro, algo valioso, e deve ser promovida”, disse o ministro da Saúde, Anutin Charnvirakul, na época da legalização da plantação da maconha.

A declaração concorda com o que institui a nova lei. A Tailândia deseja promover cada vez mais a agricultura da cannabis sativa e também a utilização medicinal. No entanto, segue desencorajando as pessoas a fumarem maconha.

O governo tailandês não permite a posse ou a venda de extratos de cannabis que contenham mais de 0,2% de THC, o tetrahidrocanabinol, ingrediente psicoativo da planta. A porcentagem é aproximadamente 20 a 40 vezes menor que o valor encontrado em versões modernas de maconha utilizadas no uso recreativo.

Como uma forma de alerta contra o uso recreativo, o governo tailandês declarou que fumar maconha em público pode, devido ao cheiro, ser considerado um incômodo. Essa infração é punível com pena de até três meses e multa de 25 mil baht tailandês, cerca de 780 dólares, 728 euros ou pouco mais de R$ 3,8 mil.

Fonte: G1

Espécie encontrada em caverna é a mais ameaçada do mundo

Matéria anterior

‘Kit amor perfeito’ e faz sucesso com esposas de detentos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos