Curiosidades

Mulher pede presente para o namorado, que é casado, na TV e viraliza

0

Estar em um relacionamento significa que as partes envolvidas firmaram um acordo e querem estar junto um do outro. No entanto, nem sempre as pessoas são as mais honestas em seus relacionamentos. E o pior de tudo é quando a outra parte sabe da infidelidade, mas parece não se importar, como foi o caso dessa mulher que viralizou nas redes sociais.

O caso da mulher se tornou viral na última quinta-feira quando ela pediu um cordão de ouro de presente para o seu namorado durante uma entrevista ao vivo ao RN 1, do canal Inter TV Cabugi. Até aí tudo bem. Mas o que chamou atenção foi que ela não quis revelar o nome do seu namorado na entrevista pelo fato de ele ser casado com outra.

Contudo, depois da entrevista ela revelou que tudo não passava de uma brincadeira. Esse caso aconteceu em uma reportagem sobre o Dia dos Namorados. Nela, Salete Moura, de 75 anos, estava em uma loja de joias e perfume no bairro do Alecrim, que é um dos principais centros comerciais de Natal.

Caso

G1

Isso ocorreu quando a mulher foi questionada pelo repórter Lucas Cortez a respeito do que ela pediria de Dia dos Namorados. Nesse momento, a mulher disse:  “eu quero que ele venha comprar um cordão de ouro pra mim. Ô, fulaninho de tal, que eu não posso dizer o nome porque ele é casado, venha comprar um cordão pra mim”.

Depois da resposta que ela deu ao repórter, a mulher saiu de perto do microfone rindo e o repórter diz: “polêmica, Murilo [Meireles, apresentador do RN1]”. Logo em seguida, ele encerra a reportagem e devolve a apresentação ao estúdio do jornal.

Entretanto, depois da entrevista, a mulher, que é viúva, explicou que tudo não passava de uma brincadeira e que ela quis participar de uma forma divertida na reportagem.

“Não tenho namorado. Tudo foi uma brincadeira”, disse ela.

Mesmo esclarecendo que tudo era brincadeira, o vídeo da mulher viralizou e tem sido publicado em vários perfis de influencers e páginas da internet.

Traição

Saúde beleza mais

Por mais que o caso dessa mulher não seja verdade, a realidade é que a traição é um fato e, infelizmente, acontece em vários relacionamentos. Mesmo assim, esse tema é pouco tratado e nem todo mundo fala abertamente sobre o assunto. E é exatamente por isso que é difícil detectar quando a traição acontece. O mesmo motivo faz com que também seja complicado compreender suas causas e seus efeitos sobre um casal.

A falta de dados sobre a infidelidade foi uma das motivações que a psicóloga gaúcha Patricia Scheeren encontrou para se dedicar à sua tese de doutorado. Vasculhando tudo sobre o tema, a pesquisadora elaborou uma extensa e detalhada pesquisa por meio do Núcleo de Pesquisa Dinâmica das Relações Familiares da UFRGS.

“Pensamos, primeiramente, em fazer grupos focais de discussão, mas a conclusão foi de que as pessoas não falariam com franqueza sobre o assunto. Optamos, então, por um questionário online. Ainda assim, houve quem parou de responder pela metade. Acredito que essas pessoas se sentiram incomodadas. Houve pessoas que também achavam que não deveriam responder, pois elas diziam que nunca haviam traído. Precisávamos explicar que este também era um dado relevante. É muito complicado falar sobre isso”, disse a psicóloga.

Ao todo, 1.042 pessoas, das cinco regiões do Brasil de orientação heterossexual, participaram da pesquisa. Algumas pessoas eram casadas, já outras viviam com seus parceiros há pelo menos seis meses. Os participantes tinham entre 21 e 73 anos, e o tempo médio dos relacionamentos era de 10 anos.

Os resultados da pesquisa derrubaram alguns mitos que norteiam a infidelidade. O primeiro deles: o de que homens traem muito mais do que as mulheres. De acordo com a pesquisa, 50,9% das mulheres e 56,1% dos homens declaram já terem sido infiéis aos seus parceiros. A proporção é próxima o suficiente e mostra que não há distinção relevante entre os dois gêneros.

Fonte: G1, Scielo

Imagens: G1, Saúde e beleza mais

Mãe leva bebê a casamento que proibia crianças e enfrenta atrito com noivos

Matéria anterior

Lewis Hamilton se torna cidadão honorário do Brasil

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos