Ciência e Tecnologia

NASA anuncia novos trajes espaciais

0

A National Aeronautics and Space Administration, conhecida como NASA, agência espacial dos Estados Unidos, anunciou que os seus astronautas terão novos trajes espaciais para missões fora da nave. Esses trajes irão substituir os que são usados há 40 anos.

De acordo com a NASA, as empresas responsáveis pela produção dos novos trajes espaciais são a Axiom Space e a Collins Aerospace. Assim, essas empresas serão as donas dos trajes, e não a NASA. Portanto, a agência incentiva as empresas a explorarem outras aplicações comerciais.

Dessa forma, a ideia da NASA é de que os astronautas usem novos trajes espaciais na Estação Espacial Internacional (ISS) durante a execução do programa Ártemis. Além disso, serão usados em uma possível ida para Marte. O objetivo é que os trajes estejam prontos para uso na missão Ártemis 3, planejada para 2025.

De acordo com Lindsay Aitchison, executivo do programa de atividade extraveicular e de mobilidade no espaço da NASA, “os trajes espaciais sempre representaram um problema nas viagens”. Por exemplo, recentemente, a ISS precisou interromper as caminhadas espaciais por conta de um vazamento nos trajes, o que poderia acabar em um acidente fatal. Logo, houve a demanda da NASA por trajes que não dificultassem o deslocamento e fossem duráveis.

Os equipamentos que utilizarão nos novos trajes terão produção em Houston, no Texas, onde se localiza a Johnson Space Center. Esse é o centro de comando dos voos tripulados, treinamento, pesquisa e controle de voo da NASA. Também acredita-se que os trajes devem pesar cerca de 54kg cada. No entanto, ainda não há prazo ou design definidos.

Programa Ártemis

O Programa para o qual planejam usar os trajes, Ártemis, é de voo espacial tripulado que a NASA desenvolveu. O objetivo é levar humanos à Lua. Assim, na missão Ártemis 3, prevista para ocorrer em 2025, espera-se o pouso da primeira mulher e da primeira pessoa negra na Lua.

Os trajes, pensados para essa missão, devem oferecer a mobilidade necessária para os astronautas que terão contato com a superfície lunar, podendo até ser usadas em uma viagem exploratória a Marte.

NASA seleciona novos instrumentos para estudos lunares

Reuters/Kai Pfaffenbach

A NASA selecionou dois novos equipamentos científicos que irão levar para estudos à Lua ao longo do programa Artemis. Dessa forma, a iniciativa Commercial Lunar Payload Services (CLPS), parte da arquitetura de exploração lunar que a NASA planeja, selecionou as cargas úteis Lunar Vulkan Imaging and Spectroscopy Explorer (Lunar-VISE) e Lunar Explorer Instrument for space biology Applications (LEIA).

A investigação Lunar-VISE é composta por um conjunto de cinco instrumentos. Dentre eles, irão instalar dois em um módulo estacionário. Já os demais irão se instalar em um rover móvel, que será fornecido como um serviço de um participante do programa CLPS.

A ideia é de que o Lunar-VISE explore os domos de Gruithuisen ao longo de 10 dias, estes sendo estruturas que parecem ter se formado com magma rico em sílica.

Porém, não se sabe exatamente como que essa composição irá se formar na Lua por conta da ausência de água e placas tectônicas. Então, o Lunar-VISE pode ser responsável por ajudar a trazer pistas sobre a formação e evolução dos domos através de análises do regolito lunar do topo de um deles.

Já a Leia será um dispositivo instalado em um CubeSat, que irá levar fungos
Saccharomyces cerevisiae (conhecidos como levedura de cerveja) para observar como respondem à radiação espacial e à gravidade lunar. Isso porque pesquisadores consideram esses fungos importantes na biologia humana, principalmente quando diz respeito à genética e processos de divisão celular. Portanto, os dados irão ajudar pesquisadores a entender como o DNA responde a danos e se repara.

Fonte: Canaltech, Aventuras na História

Passageiro é expulso de avião após acusação de ‘urinar no irmão’

Matéria anterior

Estudo mostra que homens bombados preferem sociedades desiguais

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos