Notícias

Nova York: 16 pessoas são feridas em ataque no metrô do Brooklyn

0

Hoje (12), às 9h30 (horário de Brasília), um atirador não identificado detonou uma bomba de fumaça e atirou contra pessoas na estação de metrô localizada na rua 36, em Brooklyn, Nova York.

Imagens da cena mostram passageiros feridos no chão de uma estação tomada pela fumaça. De acordo com as autoridades locais, ao menos 16 pessoas foram feridas durante o horário de pico desta manhã.

Sendo assim, oficiais estão buscando informações sobre o atirador, que fugiu da cena e ainda não foi preso. “Um indivíduo vestiu uma máscara de gás e abriu fogo atingindo várias pessoas no metrô e na plataforma”, disse a comissária de polícia da cidade de Nova York, Keechant Sewell.

Posteriormente, o atirador fugiu da estação de metrô usando o que Sewell descreve como um colete verde no estilo de construtor e uma camisa cinza. De acordo com a comissária da polícia, as autoridades não estão investigando o caso como um ato de terrorismo no presente momento.

Assim, dez das pessoas que estão sendo tratadas por conta de ferimentos foram atingidas pelos tiros, enquanto outras sofreram por conta da inalação da fumaça, assim como ferimentos causados por causa do pânico que se instalou.

De acordo com as informações da polícia, cinco pessoas estão em situação crítica, mas estável. Logo, acredita-se que nenhuma das vítimas correm de risco de vida. Além disso, não se sabe qual teria sido o motivo do ataque.


Informações preliminares apontam que o homem fugiu por meio dos túneis do metrô. Logo, o serviço de transporte está operando com lentidão e paralisações em Brooklyn e em Manhattan.

Além disso, as escolas públicas da região do Brooklyn estão operando em regime especial. Segundo a CNN, ninguém pode sair das instituições e apenas estudantes podem entrar.

Relatos do ataque

“A porta do meu metrô se abriu em uma calamidade. Era fumaça, sangue e pessoas gritando”, disse a testemunha ocular Sam Carcamo à Associated Press. Ele contou que uma nuvem densa de fumaça saiu do vagão quando as portas finalmente se abriram.

Outra testemunha que se identificou apenas como Claire contou ao New York Post que ela perdeu a conta do número de disparos da arma de fogo. A mulher relata que ela viu o suspeito jogar um cilindro com faíscas no chão. Inicialmente, ela acreditou ser um funcionário do metrô por conta do colete que usava.

Segundo a NBC, o suspeito de ter sido o atirador foi descrito como um homem com 1,65 metro de altura e pouco mais de 85 kg. Por enquanto, a polícia de Nova York trabalha com a teoria de que ele tenha agido sozinho.

Já o departamento de fogo da cidade contou à BBC que recebeu uma ligação sobre fumaça dentro de uma estação de metrô. Porém, quando os oficiais chegaram ao local, encontraram várias pessoas atingidas e machucadas.

Dessa forma, tanto o presidente Joe Biden quanto o procurador-geral Merrick Garland foram informados sobre o incidente desta manhã. O porta-voz do governo, Jen Pskai, afirma que a Casa Branca está em contato com as autoridades locais “para oferecer qualquer assistência”

Violência com armas de fogo

Reprodução

As cidades dos Estados Unidos vêm tendo dificuldades com incidentes de violência com armas de jogo ao longo dos últimos dois anos. “Essa insanidade que está tomando conta de nossa cidade tem que parar”, disse a governadora de Nova York, Kathy Hochul, após o ataque. “Não dizemos mais nada. Chega de tiroteios em massa. Chega de perturbar vidas.”

Assim sendo, Nova York, especialmente, está sofrendo com o aumento de tiroteios. No primeiro trimestre deste ano, já foram 296 incidentes, contra 260 no mesmo período do ano de 2021. As informações são divulgados pela polícia e reportados pelo jornal The Nee York Times.

Esse ataque ocorreu em um momento estranho, visto que ontem (11) o presidente Biden anunciou novas medidas para o controle de armas nos Estados Unidos. Com elas, aumenta-se as restrições às chamadas “armas fantasmas”, que são difíceis de rastrear, já que podem ser montadas em casa.

Fonte: UOL

Conheça a história do táxi

Matéria anterior

Qual a importância dos linfócitos para o corpo?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos