Entretenimento

O bilhete dessa mãe após saber as notas do filho de 10 anos é uma lição de educação incrível

0

Imagine que você tem um filho que chega em casa mostrando que tirou uma nota muito baixa na escola. Uma reação natural e extremamente possível seria que a criança ouvisse uma bronca daquelas, pra que a situação não se repetisse. Porém, essa reação nem sempre é a mais recomendada por especialistas.

Foi exatamente evitar o exagero na cobrança o caminho que Adriana Fogaça escolheu ao lidar com o filho de apenas 10 anos que se deu mal na escola. A história de Adriana viralizou na internet depois que sua filha, de 16 anos, postou um bilhete que a mãe escreveu para o irmão mais novo.

“Você é um filho maravilhoso e muito inteligente. Vamos nos esforçar juntos para você melhorar a letrinha e estudar mais um pouquinho para as próximas provas. Mamãe acredita em você!! Te amo.”, escreveu

João Pedro, de apenas 10 anos, chegou em casa chorando muito, após voltar da escola. Quando a mãe perguntou o que havia acontecido, descobriu que o choro tinha sido causada por duas notas vermelhas que o garoto tinha recebido na escola. Ao invés de se revoltar ou colocá-lo de castigo, ela decidiu escrever o bilhete motivacional.

“Eu nunca fui mesmo ligada em nota, né? Não que eu não goste de ‘nota azul’, mas eu acho que o empenho é muito mais importante do que isso”, contou à equipe do site Hypeness.

Adriana já possuía o hábito de deixar bilhetes para os filhos em diversas ocasiões, mas dessa vez encontrou um motivo especial. Por coincidência, no mesmo dia do ocorrido, o marido dela havia lhe dado uma caixa de bombons de presente. A partir daí, ela decidiu colocar alguns chocolates para motivar ainda mais o filho durante a leitura da mensagem.

Segundo a mulher, a inspiração para o recado veio de sua própria criação. Ela explicou que seu pai sempre tentou transformar até mesmo as coisas ruins em acontecimentos mais agradáveis e decidiu levar isso para a própria família, colocando o amor acima de tudo.

A decisão de Adriana é apoiada por psicólogos e especialistas. Segundo psicóloga Adriana Müller explicou em entrevista à Gazeta Online, o aprendizado deve ir além e servir a um bem maior na vida da criança.

“Os desafios existem na nossa vida. Nem sempre a gente tira 10. Quando a gente não se dá bem em algo, é hora de parar para pensar e analisar o que precisa ser feito para melhorar”, explica.

Isso acontece porque a nota baixa não representa um fracasso completo. É claro que, segundo o processo tradicional de ensino, uma nota baixa é considerada um insucesso, mas também é uma parte natural do aprendizado. Uma criança que tira nota baixa, pode conseguir tirar proveito disso dependendo da forma que lida com a frustração, e é exatamente aí que entra a participação da escola, dos professores e da família.

Por isso, antes de reagir a uma nota baixa com desaprovação completa para a criança, é importante que os pais pensem na melhor de forma de conseguir discutir o assunto e encontrar a melhor solução para a nota vermelha. “Eles devem prestar atenção nas palavras que usam, pois elas podem direcionar o olhar que a criança tem de si própria, interferindo na noção que ela tem de sua identidade, sua autoestima e autoconfiança”, destaca Adriana Müller.

Até a publicação desta matéria, o tuíte original contendo o bilhete já havia recebido mais de 8 mil retweets e 21 mil curtidas.

E você, também curtiu essa história? O que achou da atitude da mãe para tentar motivar o garoto?

I Am Heath Ledger – Documentário sobre o lendário ator ganha trailer

Previous article

5 atrizes que poderiam interpretar a Batgirl nos cinemas

Next article

Comments

Comments are closed.