Séries e Sagas

O que diziam as primeiras críticas de Harry Potter?

0

O livro da J. K. Rowling, Harry Potter e a Pedra Filosofal, foi lançado há 20 anos atrás. Na época, a autora ainda era desconhecida, e as história do bruxinho de Hogwarts gerou opiniões opostas. A maioria já estava prevendo que a saga seria excelente, mas outras pessoas ficaram duvidosas quanto a estabilidade da trama. Contudo, até aqueles que acreditavam no futuro da história criada por J. K. Rowling, não conseguiriam prever o sucesso absoluto que Harry Potter se tornou.

E como de praxe, na época do lançamento do primeiro livro alguns críticos deram suas opiniões sobre a história do bruxinho. Veja:

1 – The Scotsman


O que diferencia esse livro de tantos outros de fantasia é sua relação com a nossa realidade“, publicou o The Scothman, em 1997. O jornal é de Edimburgo, na Escócia, e caso você não saiba, foi lá que a J.K. Rowling escreveu a obra.

Harry é um menino muito amável, mas não muito, competitivo e sempre compassivo. A cena que ele impede a tentativa de um valentão’de tirá-lo de sua vassoura durante um difícil jogo de Quadribol — uma mistura de lacrosse e hóquei, jogado em terra e no ar — vai ganhar pontos até com os leitores mais experientes.

2 – The New York Times

A maior crítica da The New York Times foi quanto a instabilidade dos personagens. “Durante a maior parte do livro, os personagens são tridimensionais (as vezes até tetradimensionais!) e agem perfeitamente durante a narrativa. Mas algumas vezes nos últimos quatro capítulos a narrativa começa a falhar, e existe mudanças que achei irritantes e inventadas. Para servir ao fim os personagens começam a agir de forma diferente de sua personalidade”, escreveu Michael Winerip em 1999. “Essas são críticas mínimas. No geral, Harry Potter e a Pedra Filosofal é engraçado, comovente e impressionante.”

3 – Publishers Weekly


A revista norte americana já preveu a obcessão dos fãs pela história: “A diversão começa com Harry indo para um colégio interno como um britânico comum — só que seu material escolar inclui uma coruja e uma varinha mágica. Há encantamento, suspense e muito perigo (assim como criaturas medonhas para satisfazer os leitores que gostam de bichos-papão e até um jogo parecido com futebol, o Quadribol, para entreter os fãs de esporte), enquanto Harry e seus amigos Rony e Hermione investigam os mistérios do proibido terceiro andar de Hogwarts para combater o mal e descobrir a verdade por trás da cicatriz na testa de Harry. Rowling deixa a porta aberta para uma sequência; que os fãs deslumbrados vão com certeza querer”, escreveu a Publishers Weebly.

4 – Kirkus Review


Quem diria que os feijãozinhos de Harry Potter seriam produzidos para os trouxas? “Essa fantasia super divertida está cheia de detalhes imaginativos, de feijões com gostos extravagantes até ovos de dragões surgidos de lareiras. É recomendado  para leitores que gostam de ação, que vão encontrar coisas britânicas misturadas com outras maravilhas da escola de magia”, foi escrito na revista americana especializada, em 1998.

5 – Booklist


A crítica da Booklist foi só elogios a autora: “O primeiro romance de Rowling, que ganhou inúmeros prêmios na Inglaterra, é uma fantasia brilhantemente imaginada e lindamente escrita, que incorpora elementos das escolas britânicas mais tradicionais sem violar a mágica dos fundamentos do enredo. Na verdade, a maravilhosa capacidade de Rowling de colocar desafios nos esportes, rivalidade estudantil e um tiradas excêntricas contribuem para o humor, charme e, bom, o deleite a completamente cativante história”, publicou em 1998.

Gostou da matéria? Deixe nos comentários e compartilhe com os seus amigos fãs da saga.

Estas janelas inovadoras podem escurecer e te proteger do sol em apenas um minuto

Matéria anterior

Thanos não perdoa e mata geral em nova série nos quadrinhos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications