Curiosidades

O que são milhas aéreas e como juntá-las?

0

Viajar é algo que muita gente gosta de fazer. Essa é uma das melhores atividades da vida. Ela sempre deixa aquela sensação de que o mundo pode estar na palma das nossas mãos. Uma coisa que todos sabem que existe e pode ajudar no momento de viajar são as milhas aéreas. Contudo, a maioria das pessoas não sabe como elas funcionam e como faz para começar a juntá-las.

Então, especialistas no tema deram uma entrevista sobre milhas e tiraram algumas dúvidas que os brasileiros têm sobre conceitos básicos de milhagem e maneiras de acumulá-las.

Uma das especialistas é Lívia Pereira, fundadora do blog “Viajando com Lívia”, que dá dicas sobre como aproveitar as milhas e trocá-las por passagens desde 2018. Outra especialista ouvida foi Rafaela Molas. Ela dá cursos sobre esse tema há quatro anos e tem mais de 200 mil seguidores em suas redes sociais.

As duas especialistas falaram mais sobre as principais dúvidas das pessoas quando o assunto são milhas aéreas.

1 – O que são e como juntar?

Action media

As milhas nada mais são do que uma retribuição das companhias aéreas a clientes pelo uso de seus serviços. Elas funcionam como uma moeda de troca, ou seja, quanto mais viagens ou serviços a pessoa adquire, mais milhas ela irá juntar. Isso é uma forma de fidelizar os clientes. Através delas é possível que uma pessoa consiga uma passagem.

Entretanto, as milhas também podem ser acumuladas através de pontos no cartão de crédito ou por compras de produtos e serviços em lojas parceiras dos programas de recompensa dos bancos.

Nesse caso, os pontos acumulados podem ser transferidos para os programas de fidelidade das companhias aéreas e serem transformados em milhas. Para juntá-las dessa forma é preciso se cadastrar nos programas de fidelidade das empresas aérea.

De acordo com Rafaela, os principais programas de fidelidade do mercado brasileiro são: Latam Pass da Latam; Smiles da Gol; TudoAzul da Azul e TAP Miles&Go da TAP Air Portugal.

Os principais programas de ponto e recompensas dos bancos são: Livelo do Bradesco, Banco do Brasil e de algumas cooperativas; Esfera do Santander; Iupp do Itaú; Átomos do C6 bank e Pontos CAIXA da Caixa Econômica Federal.

2 – Qual a diferença entre milhas e pontos?

Oktoplus

Essa é uma das dúvidas principais. Como explica Rafaela, geralmente, os pontos são gerados nos programas de pontos dos bancos, já as milhas são acumuladas nas companhias aéreas.

No entanto, o nome pode mudar dependendo da companhia aérea. “Pontos e milhas são uma nomenclatura bagunçada no Brasil. A Latam, por exemplo, chama de pontos e a Smiles, de milhas. Cada empresa dá um nome. O mais importante é saber que você está juntando uma moeda virtual e que vai trocá-la por um serviço que uma empresa oferece”, ressaltou Lívia.

3 – Quanto vale uma milha em real?

Facebook

Aqui, Lívia também ressalta que o importante é entender que as milhas são uma moeda virtual que têm seu valor variável de empresa para empresa. Além disso, o valor dela também pode variar dependendo da data da viagem.

“Tem companhias aéreas que trabalham com uma tabela fixa: um trecho Brasil e Europa, custa 50 mil milhas, por exemplo. Já em outras, você tem uma tabela que varia de acordo com a data, mesmo que seja para um mesmo trecho”, disse ela.

4 – Como começar juntá-las?

Capitalist

As especialistas dizem que para quem nunca juntou milhas a dica é começar juntar através do uso do cartão de crédito que vai acumulando ponto através dos programas de recompensa.

Contudo, não são todos os cartões que acumulam pontos. Para saber se o cartão que a pessoa tem acumula ou não pontos, ela tem que entrar no site do banco para ver ou então ligar direto para a instituição.

Além disso, Rafaela orienta que a pessoa se cadastre nos programas de fidelidade das companhias aéreas. “Não se esqueça que, depois de juntar os pontos, estes precisam ser transferidos para os programas das companhias para que você consiga emitir a passagem”, ressaltou ela.

“Se eu fosse começar hoje, eu concentraria todos os meus gastos em um cartão para juntar a quantidade de pontos suficientes para comprar, em milhas, a passagem que eu quero”, disse Rafaela.

5 – Como fazer a transferência dos pontos para milhas?

Oktoplus

A transferência é feita através do site do programa de pontos. Por exemplo, se a pessoa é cadastrada na Esfera do Santander, é através desse site que ela irá transferir para o programa da companhia aérea. Esse processo é o mesmo para os outros bancos.

6 – Como multiplicar os pontos acumulados?

Piauí hoje

Por mais que se junte pontos, somente isso não é o bastante para conseguir emitir uma passagem com milhas. “No mundo das milhas, tudo é baseado em promoção. Se você fizer um para um apenas, não tem muita vantagem. A dica é saber o dia certo de transferir os seus pontos para a companhia aérea”, disse Lívia.

Isso quer dizer que existem promoções feitas pelas companhias aéreas chamadas “transferências bonificadas”. Nelas, um bônus é dado para as transferências de pontos dos bancos para as companhias aéreas durante um período determinado.

Segundo um exemplo dado por ela, suponha que exista uma promoção que diz que se a pessoa transferir os pontos da Livelo para Smiles hoje e amanhã ela ganha 100% de bônus.

“Supondo que você tem 10 mil pontos na Livelo e vai mandar para a Smiles: de graça, você dobra os seus pontos na companhia aérea, ou seja, você fica com 20 mil pontos”, explicou Livia.

Para saber dessas promoções a pessoa tem que ativar as notificações dos aplicativos e sites dos programas das companhias aéreas.

Uma outra maneira de aumentar as milhas é comprando em lojas parceiras dos programas de pontos dos bancos. Normalmente, esses programas têm parceiras com redes de varejo, como por exemplo, lojas de eletrodomésticos, eletrônicos, móveis, calçados, roupas, postos de gasolina, entre outras. E quando a pessoa compra através dos links nos sites dos programas, ela automaticamente gera pontos para cada real gasto.

Para mim, essa é uma das maneiras mais poderosas de juntar milhas: fazer compras em lojas parceiras de itens que você já iria comprar, fazer os gastos do dia a dia”, ressalta Rafaela.

Fonte: G1

Imagens: Action media, Oktoplus, Facebook, Capitalist, Oktoplus, Piauí hoje

Como a tecnologia 3D funciona?

Artigo anterior

Já imaginou um avião de passageiros voando de cabeça para baixo?

Próximo artigo