Curiosidades

O que seria necessário para acabar com toda vida da Terra?

0

Desde que o mundo é mundo, ou melhor, desde que nós estamos no mundo, tentamos saber como era a vida anteriormente e como tudo foi criado. Os cientistas já descobriram mais de três mil planetas fora do nosso sistema solar. E eles acreditam que, cerca de 20% das estrelas que são semelhantes ao sol, podem ter seus próprios planetas. Mas a confirmação de que existe vida fora da Terra não chegou.

E com tanto tempo de vida, nosso planeta azul já passou por várias coisas. E uma das coisas que as pessoas tentam prever é como ele irá acabar. A Terra já teve cinco extinções em massa na sua história. E desde que se pensava que foi um asteroide que dizimou os dinossauros, questões são levantadas do que seria necessário para acabar com toda vida em nosso planeta.

Para que esse estudo fosse feito, os pesquisadores pegaram de base a espécie mais resistente em nosso planeta que é o tardigrade, também conhecido como urso da água. Eles são criaturas microscópicas de oito patas e seriam extremamente difícil de matar em qualquer planeta que fosse parecido com a Terra. E o que poderia realmente matá-los é tão catastrófico que as chances de acontecer são praticamente impossíveis. E é por causa dessa força de vida, que os pesquisadores acham que formas de vida podem ser encontradas em planetas menos hospitaleiros que o nosso.

Resistência

Os tardígrados sobrevivem a condições extremas, desde muito frio, ao calor insuportável, e com uma pressão atmosférica monstruosa. Além disso, eles conseguem sobreviver por 30 anos sem comida ou água e suportar cinzas de radiação.

E eles são encontrados em todos os lugares. E também viveriam bem abaixo da superfície do oceano, nas aberturas vulcânicas e no fundo da Fossa das Marianas. E se a camada de ozônio de repente sumisse, nós seríamos expostos a uma radiação letal, mas esses animais no fundo do oceano estariam protegidos.

Catástrofe

Mas que tipo de catástrofe teria que acontecer para que até os tardígrados sumissem da Terra? Os oceanos todos teriam que ferver, o que aconteceria somente com uma quantidade incrível de energia em nosso planeta.

O que pode dar essa energia necessária são impactos de asteroides, supernovas e explosões de raios gama. Os asteroides são os mais conhecidos por nós, mas em nosso sistema solar apenas 17 objetos são candidatos, mas nenhum com órbitas que coincidem com a Terra. Além do que, eventos como esses acontecem com distâncias de tempo absurdamente grandes.

Chances

Como esses eventos têm chances mínimas de acontecerem a conclusão é que os tardígrados vão sobreviver até que o Sol se expanda, cerca de 1 bilhão de anos a partir de agora. A vida humana pode ser dizimada por vários eventos astrofísicos, mas a vida como um todo é incrivelmente resistente.

7 mentiras inacraditáveis que usaram para justificar a Primeira Guerra Mundial

Matéria anterior

A história de superação de Lyoshoa, o menino que foi jogado no forno pelo pai

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.