Os 10 finais mais cruéis, inesperados e chocantes do cinema

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      11/02/15 às 18h47

Antes de tudo: alerta máximo de spoiler. Um bom filme é aquele que prende sua atenção pela história, mas um ótimo filme é aquele que ainda tem um final que você nunca imaginou que poderia acontecer.

Para muitos, um filme bom mesmo é aquele que te prende do início ao final, e de quebra, te surpreende no final com alguma coisa que você foi incapaz de pensar. Pensando nisso, a Fatos Desconhecidos traz para você uma lista com 10 finais cruéis, inesperados e chocantes do cinema.

"Star Wars - Episódio V: O império contra-ataca" (George Lucas, 1980)

Darth Vader é pai de Luke Skywalker (e da Princesa Leia)

"Psicose" (Alfred Hitchcock, 1960)

A mãe de Norman Bates está morta há tempos. Ele se vestiu com as roupas dela para cometer crimes.

"O sexto sentido" (M. Night Shyamalan, 1999)

Dr. Malcolm Crowe está morto - é por isso que sua mulher o ignora. E é por isso que Cole o enxerga.

"Clube da luta" (David Fincher, 1999)

Tyler Durden não é real. Ele e o outro protagonista são a mesma pessoa.

"Planeta dos macacos" (Franklin J. Schaffner, 1968)

O planeta dos macacos é a Terra. Os astronautas não viajaram no espaço, apenas no tempo.

"A vila" (M. Night Shyamalan, 2004)

Ao sair da floresta, a mocinha descobre que vive nos dias de hoje - e a vila é só uma maneira que os habitantes mais velhos encontraram para manter os jovens longe dos perigos do "mundo real". E que os monstros da floresta são uma armação para manter todos os habitantes da vila longe da floresta - e longe da verdade.

"Os outros" (Alejandro Amenábar, 2001)

Grace e seus filhos SÃO os outros - e morreram há muito tempo.

"Dogville" (Lars von Trier, 2003)

Quando a mulher é encontrada pelo pai criminoso, ela ordena que todos os habitantes da cidade sejam assassinados e se vinga das humilhações que passou.

"Cidade de sonhos" (David Lynch, 2001)

As duas protagonistas são a mesma pessoa. Supostamente. Porque, bem… é David Lynch - e nunca dá pra ter certeza.

"Os suspeitos" (Bryan Singer, 1995)

Verbal Kint é Keyser Söze, o assassino. Ah, e ele não tem paralisia cerebral.

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+