Curiosidades

Ossos encontrados podem ser do maior dinossauro de todos os tempos, segundo cientistas

0

Os dinossauros são um tópico que atiça a curiosidade de todos. Eles são praticamente dragões sem as asas e que realmente existiram. E todo o universo que os circunda parece ser misterioso e cabível de exploração. Talvez, por isso, existam tantas pessoas estudando para descobrir coisas diversas. Desde como eles andavam, até sua reprodução ou tipo de pele.

Dinossauros são um grupo de diversos animais membros do clado dinosauria. As suposições são de que eles apareceram na Terra há, pelo menos 223 milhões de anos, e foram os dominantes do planeta por mais de 167 milhões de anos em toda a era dos dinossauros.

Todos temos o conceito de dinossauro bem fixado na cabeça, seja por programas infantis, como Barney ou Família Dinossauros, ou pelos filmes de ficção científica, como Jurassic Park. O fascínio, por essas criaturas e a vontade de vê-las vivas, não diminuiu com o passar do tempo.

As perguntas, que são levantadas sobre esses animais, são respondidas com os ossos fossilizados que são encontrados. Mas, mesmo assim, eles não são capazes de nos dar todas as informações que precisamos e nem sanar todas as nossas dúvidas. Alguns mistérios que envolvem esses animais simplesmente não podem ser solucionados e o que nos resta são suposições como respostas.

Ossos

No entanto, os fósseis encontrados desses animais dão aos cientistas e pesquisadores uma ideia de como foi a vida, alimentação e tamanho desses animais. Agora, os cientistas descobriram fósseis enormes no sudoeste da Argentina. Esses fósseis têm 98 milhões de anos e pode ter pertencido ao maior dinossauro que já foi descoberto.

Os pedaços de ossos que foram descobertos pertencem ao saurópode e parecem ser entre 10 e 20% maiores do que aos fósseis atribuídos ao Patagotian mayorum, que é o maior dinossauro já identificado.

Os saurópodes eram dinossauros enormes. Eles eram herbívoros, tinham pescoço e cauda longos. Eles foram as maiores criaturas terrestres que já existiram. Entre eles, o Patagotian mayorum, que também é da Argentina, pesava aproximadamente 70 toneladas e tinha 40 metros de comprimento. O comprimento é o equivalente a quatro ônibus escolares.

Alejandro Otero, do Museo de La Plata, da Argentina, está tentando conseguir uma imagem desse novo dinossauro a partir de duas dúzias de vértebras e pedaços de osso pélvico que foram descobertos até o momento.

Descoberta

E a busca por mais partes do corpo desse dinossauro continua. Para os cientistas, o “santo graal” do animal será achar o grande fêmur ou ossos do úmero. Isso porque eles são úteis para estimar a massa corporal de um animal já extinto.

Esses fósseis enormes foram descobertos em 2012 no Vale do Rio Neuquen. Contudo, segundo o paleontólogo Jose Luis Carballido, do Museo Egidio Feruglio, os trabalhos de escavação só começaram em 2015.

“Temos mais da metade da cauda, ​​muitos ossos do quadril. Obviamente ainda está dentro da rocha, então temos mais alguns anos de escavação pela frente”, disse.

De acordo com o geólogo Alberto Garrido, diretor do Museu de Ciências Naturais de Zapala, esse esqueleto enorme foi encontrado em uma camada de rocha datada de aproximadamente 98 milhões de anos. Esse era o período cretáceo superior.

“Suspeitamos que a amostra pode estar completa ou quase completa. Tudo depende do que acontece com as escavações. Mas, independentemente de ser maior que o Patagotitan ou não, a descoberta de um dinossauro intacto de tais dimensões é uma novidade”, concluiu.

7 séries e filmes que previram o futuro

Matéria anterior

Astrofísica diz que é provável que nós possamos viajar por buracos de minhoca

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar