• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Polvos estão fugindo do mar para praias e ninguém sabe o motivo

POR Diogo Quiareli    EM Mundo Animal      08/05/19 às 18h04

O mundo pode estar prestes a viver um apocalipse capaz de destruir a humanidade. Bom, essa é a crença de muitas pessoas, principalmente às  ligadas em produções fictícias, como The Walking Dead, A Quinta Onda e Guerra Mundial Z. O cenário apocalíptico que imaginamos pode começar com um furacão, formação de nuvens assustadoras, interrupção em ondas de rádio e até mesmo uma invasão zumbi. No entanto, se você mora no litoral do País de Gales, essa realidade pode ser outra. A destruição de toda a vida pode começar com uma assustadora invasão de polvos. Alguns polvos estão fugindo do mar para as praias e assustando todo mundo.

No início da semana, alguns moradores da pequena aldeia costeira de Ceredigion, localizada ao oeste do País de Gales, foram surpreendidos. Um grupo de 25 cefalópodes apareceu, todos eles desembarcaram em terra firme do oceanos. Os animais pareciam decididos a correr a qualquer momento na praia de New Quay. Essa marcha de polvos ocorreu durante três noites seguidas, despertando a dúvida de estudiosos. Eles intrigaram principalmente Brett Stones, um homem que dirige um negócio de observação de golfinhos na região.

"Foi um pouco um cenário do fim dos tempos. Havia provavelmente cerca de 20 ou 25 na praia. Eu nunca os vi fora da água assim", disse ele em uma entrevista à BBC. A curiosidade geral dos cefalópodes na terra se estendeu por toda parte nos dias seguintes à invasão, mas os especialistas mais tarde adicionaram peso científico à intriga. Jenny Hofmeister, uma pesquisadora de pós-doutorado no Cripps Institution of Oceanography, de San Diego, disse algo a respeito. Ela falou à National Geographic que os polvos poderiam ter sido forçados a deixar o oceano por causa da crescente população de polvos.

Ela também disse que as tempestades recentes, como o furacão Ofélia, podem ter influenciado essa marcha em terra. No entanto, as evidências que sustentam essa postura são, na melhor das hipóteses, anedóticas: "Há indícios de animais serem suscetíveis a grandes tempestades, mas realmente não tem sido testado. Não está fora do reino da possibilidade", afirmou ela.

Enquanto isso, Jennifer Miller, doutora da Universidade de Lethbridge, no Canadá, declarou algo a respeito também: "Desorientados e lavados", ela descreveu. A pesquisadora supôs que seus rituais de procriação foram interrompidos pelas recentes tempestades. Stones, o observador de golfinhos supracitado, afirmou que os polvos estavam saindo da água e fugindo para a praia. Completou esclarecendo que mora no local a vida inteira e se quer uma vez viu algo do tipo acontecendo.

Vídeo dos polvos na praia

Apesar de possivelmente contar sobre um presságio sombrio, essa visão dos polvos não modificou muita coisa. O homem que primeiro viu os animais e decidiu pegar o máximo que conseguiu e colocar de volta no oceano. Ele disse que assim eles poderiam estar em um ambiente mais hospitaleiro. Apesar do grande esforço, alguns polvos foram encontrados mortos na praia na manhã seguinte, o que é uma grande pena.

E aí, o que você achou dessa matéria? Qual seria sua reação diante de tantos polvos? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+