Por que ouvimos o som do mar nas conchas?

POR A redação    EM Natureza      09/09/15 às 18h19

Quem nunca ouviu a teoria que escutamos o som do mar nas conchas? Mas você já parou para pensar porque isso acontece? Não importa o local, quem já fez o teste sabe que mesmo longe da praia podemos escutar aquele barulho leve e sensacional do mar.

As vezes o ruído que sai das conchas não é bem o barulho do mar, mas é tão bom acreditar que seja! As conchas são basicamente carapaças protetoras dos moluscos marinhos, animais de corpo mole. Quando eles nascem, forma-se ao seu redor uma concha provisória, chamada protoconcha. Depois que os moluscos crescem e atingem uma idade jovem, começa a se constituir a concha definitiva, que substitui a primeira.

Forma-se então o chamado manto, que é um tecido parecido com a pele, envolvendo as partes vitais do animal. Mas qual a relação que existe com o som que sai das conchas? Descubra porque quando encostamos uma concha na orelha podemos captar um ruído parecido com o do mar!

concha1A verdade é que quando você "escuta" uma concha, você está apenas ouvindo a todos os sons que estão ao seu redor. Aposto que nem passou pela sua cabeça isso. Com um labirinto em espiral, a concha produz o efeito de uma caixa de ressonância, que concentra e amplifica os sons, um efeito parecido com o eco que ouvimos dentro de uma igreja ou em um banheiro. No final, claro que não é o barulho do mar, mas se parece muito com isso.

Então ao encostar a concha na orelha, o ar que passar por ali vai bater e voltar nas superfícies curvadas da concha, e essa ressonância do ar acaba criando o som que a gente percebe. Ou seja, quando maior a concha, mais tempo o ar vai demorar para reverberar na superfície, assim, a altura do som será mais baixa. Com as conchinhas, o efeito é o contrário.

O fenômeno que acontece é conhecido como reverberação, é muito utilizado na arquitetura de teatros e casas de espetáculos, por exemplo, e é esse mesmo efeito que acontece dentro da concha. Segundo os cientistas, a concha capta os sons residuais do ambiente, aqueles que não são notados normalmente porque se propagam em todas as direções e passam direto pelo ouvido.

Outra curiosidade interessante é que a reverberação não surge do nada: se estivermos em um local fechado, sem som algum, não adiantará nada levar a concha ao ouvido, pois ela não fará barulho, já que não tem nenhum som para amplificar e reverberar.

ouvindo-o-mar-na-conchaMuitos mitos surgem em relação aos ruídos - algumas pessoas sugeriram que o som que você ouve da concha é o eco do seu sangue correndo através dos seus vasos da sua orelha. Mas isso não é verídico. Se fosse verdade, o som seria intensificado após exercícios físicos, já que seu sangue corre mais rapidamente após exercícios. Entretanto, o som permanece o mesmo.

A explicação mais aceitável para esse som parecido com o de ondas é o ruído do ambiente a sua volta. Por isso você pode produzir o mesmo som "do mar" usando uma xícara vazia posicionando-a sobre sua orelha. Experimente e varie a distância que você posiciona a xícara perto da sua orelha. O nível do som vai variar dependendo do ângulo e distância que a xícara está da sua orelha. Curioso, não?

Fonte: HypeScience

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+