Curiosidades

Qual é melhor: usar o notebook ligado na tomada ou usar a bateria?

0

Muitos avanços tecnológicos já aconteceram nos últimos dez anos. Coisas que no passado as pessoas achavam ser dignas de filme de ficção hoje são realidade. Ninguém pensaria que fosse possível fazer uma chamada de vídeo, por exemplo com alguém longe. Esses avanços, aparentemente, tendem a acontecer cada vez mais rápido. Trazendo, para diversas áreas, inúmeros benefícios.

E uma dúvida que permanece, mesmo com o avanço das tecnologias, é sobre os notebooks e como estender a vida da bateria ou então evitar um desgaste maior do que o normal.

Qual o melhor

Por mais que todas as baterias se deteriorem com o tempo, vários usuários se perguntam se o uso que damos a elas pode influenciar sua capacidade de reter energia. E fica a pergunta do que é melhor: usar o notebook ligado na tomada ou usar a bateria?

Para responder essa pergunta a BBC News ouviu especialistas e funcionários de empresas de tecnologia para saber qual a melhor forma de preservar essas baterias que são, em sua maioria, feitas de lítio.

“A tecnologia da bateria fica melhor a cada geração. Há 10 anos, a eficiência das baterias de laptop se degradava após algumas centenas de ciclos de carga”, explicou Ashley Rolfe, diretor de tecnologia da Lenovo na Irlanda e no Reino Unido.

Atualmente, as baterias de laptop tem uma vida útil de três a cinco anos. Tempo em que ela pode completar entre 500 e mil ciclos de carga. De acordo com Rolfe, deixar o notebook conectado à tomada com a bateria no 100% o tempo todo irá diminuir ligeiramente a vida útil do aparelho.

“Descobrimos que as baterias se degradam mais rapidamente se forem mantidas totalmente carregadas, especialmente em temperaturas mais altas”, ressaltou Phil Jakes, diretor de tecnologia estratégica da Lenovo.

Isso acontece porque “100% da carga é o estado mais ‘pesado’ em que a bateria pode estar, porque é quando a voltagem é mais alta”, explica Kent Griffith, pesquisador de tecnologia de energia da Northwestern University.

Opções

Contudo, manter a bateria em 100% é absolutamente seguro e perfeitamente normal. De acordo com Rolfe, os notebooks de hoje em dia “usam sensores de controle para garantir que a bateria não sobrecarregue ou superaqueça”.

Entretanto, não são todas as empresas que recomendam que os computadores fiquem conectados à energia o tempo todo. Por exemplo, a fabricante HP não recomenda.

“A maioria das baterias de hoje tem a tecnologia para evitar a sobrecarga quando atingem 100%. Mas essa tecnologia não impede que o alto estado de carga crie um estresse adicional na bateria que pode acelerar sua degradação com o tempo”, explicou a empresa em um comunicado.

A recomendação dos especialistas é limitar o tempo que o notebook fique totalmente carregado ou então, ao invés de carregá-lo até 100%, carregá-lo somente 80% cada vez que ele estiver na tomada.

“Tecnicamente, as baterias ficam mais ‘felizes’ com 50% da carga, então os técnicos dizem que é melhor mantê-las entre 20 e 80%”, disse Rolfe.

A Microsoft alerta seus usuários que tem os notebooks Surface que “baterias mantidas em alta carga perderão capacidade mais rapidamente”.

“Você pode ajudar a prevenir essa deterioração acelerada não deixando seu laptop conectado à energia por longos períodos. Se você precisar manter o laptop conectado continuamente, recomendamos o uso do modo de limite de carga da bateria”, informou a Microsoft.

Conclusão

Em conclusão, a recomendação final de Rolfe é que o usuário pense em como ele usará o notebook. Ou seja, avaliar se você vai ter um acesso constante a uma tomada, ou se não irá conseguir ligá-lo na energia por muito tempo.

“Se você fica na sua mesa a maior parte do tempo, coloque um limite de carga. Mas se você estiver viajando a maior parte do tempo, deixe em 100% e não se preocupe com isso”, finalizou Rolfe.

Filho teimoso pode ser um adulto de sucesso, diz estudo

Matéria anterior

Veja onde 7 casais da realeza passaram sua lua de mel

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.