Qual foi a primeira rede social do mundo? E o primeiro provedor de email?

POR Thamyris Fernandes    EM Sem categoria      15/12/14 às 17h37

A internet hoje em dia é uma "febre" e ninguém abre mão das facilidades que ela proporciona. Aliás, uma de suas maiores atrações, pelo menos para a grande maioria dos jovens, são as chamadas redes sociais, que são basicamente espaços virtuais feitos para as pessoas se encontrarem e fazerem novos contatos, mesmo que a distância.

Hoje em dia, como todo mundo sabe, o site mais famoso nesse segmento é Facebook, uma invenção de Mark Zuckerberg; que acabou se tornando uma das pessoas mais ricas atualmente. Mas, a verdade é que muito antes do advento do Facebook, ou mesmo da explosão do "finado" Orkut, já existiam outras redes sociais de sucesso por aí.

Aliás, a primeira rede social a surgir na internet foi o site ClassMates.com, lançado em 1995 e que permanece no online até hoje (você pode conferir clicando aqui). Muito usado nos Estados Unidos e no Canadá, essa rede tinha como objetivo possibilitar reencontros entre amigos que estudaram juntos em colégios e faculdade desses dois países. Mas, para ter acesso a esse serviço, os usuários precisavam pagar uma taxa.

1

Mas foi em 1997, com a chegada do Six Degrees, que foi lançada a primeira rede social com os padrões que conhecemos hoje, cheia de murais, com perfis e possibilidade de fazer publicações e enviar mensagens privadas. O site, no entanto, ficou no ar até 2001 e fechou por um tempo. Recentemente, ela voltou ao ar novamente, como você vê aqui.

2

A partir de então as redes sociais começaram a surgir aos montes, baseadas nesse novo modelo. MySpace, LinkedIn, Twitter, Google +, Pinterest, Flickr, Instagram, além do Facebook e do Orkut - que foi tirado do ar no último mês de setembro -, são alguns exemplos de sites de relacionamento que vieram depois.

E com relação ao primeiro provedor de email do mundo?

Bom, essa é outra história também bastante interessante sobre os primórdios da internet. Isso porque o primeiro email, bem parecido com o formato que conhecemos hoje, foi criado em 1971, pelo programador americano Ray Tomlinson. Nessa época, para conseguir a façanha de enviar mensagens escritas para pessoas em outras partes do mundo, ele usou a rede de computadores anterior à internet e que acabou dando origem a esse meio eletrônico que usamos atualmente, a chamada ARPANET.

Na década de 70, então, esse inventor desenvolveu um aplicativo chamado SNDMSG, que permitia a troca de mensagens simples - parecidas com nosso SMS - entre todos os usuários da ARPANET.  Ninguém sabe, ao certo qual foi a primeira mensagem trocada para testar se o sistema havia funcionado, mas há pesquisas que apontam que tenha sido um conjunto aleatório de letras, como " QWERTYUIOP".

3

Mas foi só depois que esse serviço de correio eletrônico (o verdadeiro significado da palavra "email", em português) evoluiu bastantes que a grande parte das pessoas passo a ter acesso a ele. Isso aconteceu mesmo somente em meados de 1990, quando começaram a aparecer os primeiros serviços de hospedagem, que acabavam oferecendo aos seus assinantes um endereço de email assim que fechavam o contrato.

4

Fora isso, o primeiro provedor gratuito de emails foi o Hotmail - criado por um indiano chamado Sabeer Bhatia -, que permitia que seus usuários acessassem seu correio eletrônico de qualquer computador. Embora o serviço ainda esteja ativo, ele foi vendido para a Microsoft em 1997, a quando passou chamado de Windows Live Hotmail e a integrar vários outros serviços, como Buscas, Galeria de Imagens, Blogs e assim por diante. Era o Hotmail também que contava com o Messenger ou MSN, um chat que permitia que as pessoas conversassem online, mas que também foi extinto.

Gosta de ler sobre a internet? Clique para conferir essas outras matérias: 5 imagens que fazem sucesso na internet mas são falsas e 20 sites mais estranhos e sem noção da internet.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+