Conheça os 10 melhores atiradores da história

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      15/12/14 às 17h52

Todo bom filme de guerra precisa de um franco-atirador para dar emoção, não é mesmo? Os caras são sempre os mestres da camuflagem e têm uma mira de dar inveja a qualquer mortal.

Melhor que os filmes, só mesmo ficar sabendo que esses caras viveram de verdade e fizeram coisas impressionantes. Não que matar pessoas seja um ato bonito, mas a precisão que apresentavam e a forma com que realizavam esse trabalho são dignos de entrar para a história.

Veja a lis com os melhores franco-atiradores de todos os tempos:

10. Thomas Plunkett

1

Um dos melhores soldados que a Irlanda já teve, com habilidades brilhantes principalmente com relação aos rifles britânicos. O que fez dele um franco-atirador relevante para a história foi seu tiro contra um general francês, chamado Auguste Marie François Colbert. A façanha aconteceu em meio a batalha de Cacabelos, em 1809, quando Punkett acertou o tiro a cerca de 600 metros de distância.

9. Sargento Graça, 4ª Infantaria da Georgia

2

A data era 9 de maio de 1864, quando o sargento Graça, um atirador de elite da Confederação, conseguiu o que foi considerado um tiro incrível para a época. Foi durante a batalha de Fredericksburg, quando Grace mirou com seu rifle britânico Whitworth. Seu alvo era o general John Sedgwick e a distância foi de 1 quilômetro! Uma distância extremamente longa para as tecnologias de armamento da época.

8. Charles "Chuck" Mawhinney

3

Foi um ávido caçador quando criança e se juntou à Marinha em 1967. Ele atuou a favor do EUA durante a Guerra do Vietnã e alcançou o recorde de número de mortes confirmadas para atiradores de sua categoria, superando a de outro lendário atirador da Marinha, Carlos Hathcock. Em apenas 16 meses, ele matou 103 inimigos e outras 216 mortes foram listados como prováveis de sua autoria. Seus tiros eram dados sempre a partir de 1 quilômetro da vítima.

Sua discrição era tanta que, quando deixou a Marinha, ninguém sabia de seu papel durante o conflito e apenas alguns companheiros sabiam de suas atribuições no serviço militar.

7. Rob Furlong

4

Ex-Cabo das Forças Canadenses, ele detém o recorde de 2.430 metros, o equivalente a, aproximadamente, 26 campos de futebol. Essa marca foi conquistada pelo franco-atirador em 2002, quando participou da Operação Anaconda, contra alguns integrantes da Al-Qaeda. Na ocasião, ele errou os dois primeiros tiros, quase arruinando a missão, mas conseguiu acertar o 3º no peito do inimigo, antes que ele pudesse pensar em buscar um esconderijo.

6. Vasely Zaytsev

5

Esse é um dos atiradores mais famosos da história graças ao filme "Enemy at the Gates" - que retratou o período da Batalha de Stalingrado - e alcançou a marca de 242 mortes confirmadas entre outubro de 1942 e janeiro de 1943, mas o número real deve chegar a 500 vítimas fatais. Ele trabalhava na Marinha Soviética mas se ofereceu para a linha de frente da batalha. Depois disso, tocou uma escola para franco-atiradores e treinou inúmeros soldados para o ofício. Estima-se que os franco-atiradores que ele ensinou mataram mais de 3 mil soldados inimigos.

5. Lyudmila Pavlichenko

6

A moça foi responsável pela morte (confirmada) de mais de 309 pessoas, sendo que 36 delas foram franco-atiradores inimigos. Ela foi designada pelo Exército Vermelho para a Divisão 250 da infantaria e se tornou uma das 2 mil atiradoras soviéticas.

4. Cabo Francis Pegahmagabow

7

Três vezes premiado com medalhas e honrarias militares e duas vezes gravemente ferido, ele era um exímio franco-atirador e batedor, creditado com 378 mortes de alemães, além de outros 300 prisioneiros. Apesar da aparência oriental ele era canadense. Também foi um dos atiradores mais efetivos da 1ª Guerra Mundial.

3. Adelbert F. Waldron

8

Com 109 mortes confirmadas, ele é recordista entre os franco-atiradores americanos. Sua precisão também era impressionante e seus tiros eram sempre disparados a partir de 900 metros de distância do alvo. Suas vítimas, na grande maioria das vezes, eram mortas com apenas um disparo.

2. Carlos Norman Hatchcock II

9

Durante a Guerra do Vietnã, ele acumulou 93 mortes confirmadas. Depois disso, o exército do Vietnã colocou uma recompensa de 30 mil dólares por sua vida, mas não foi dessa vez que pararam o homem. Ele foi autor de um dos disparos mais famosos da história, que acertou o olho de outro franco atirador inimigo, que estava com ele e seu companheiro na mira.

1. Simo Hayha

10

Apelidado de A Morte Branca, esse cara matou 705 pessoas, sendo 505 com rifle e 200 com metralhadora (fera!), tudo em menos de 100 dias! Esse foi o maior número de eliminações já alcançado por um franco atirador na história. O finlandês começou no ofício durante a "Guerra de Inverno" (1939-1940) entre a Rússia e a Finlândia. Durante o conflito, Hayha suportou temperaturas congelantes de até 40 graus negativos.

Mas, apesar de todos seus feitos, ele foi atingido por um bala perdida, que o atingiu na mandíbula, em 6 de março de 1940. Os soldados que socorreram o finlandês disseram que metade de seu rosto foi arrancado. Mas ele não morreu e recobrou a consciência 7 dias depois.

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+