Entretenimento

Quando o exercício funciona melhor para controlar a pressão arterial?

0

A prática de algum exercício físico traz melhorias não apenas estéticas, mas também para a saúde. Embora todos saibam os benefícios que os exercícios trazem, quando o assunto é exercício para o coração, é melhor não atingir um pico muito cedo na vida.

Nesse sentido, estudos sugerem que para quem quiser se proteger contra a pressão alta conforme vai envelhecendo, é necessário fazer com que a prática de exercícios seja longa, além de manter o nível de exercício até a meia-idade.

Contudo, os fatores sociais podem fazer com que essa prática de exercício seja dificultada. Foi exatamente isso que um estudo com mais de cinco mil pessoas em quatro cidades dos EUA mostrou.

Exercício

Heart

“Adolescentes e pessoas na casa dos 20 anos podem ser fisicamente ativos, mas esses padrões mudam com a idade. Numerosos estudos têm mostrado que a pressão com o exercício diminui no sangue, mas o novo trabalho sugere que a manutenção de atividade física durante a idade adulta jovem, em níveis mais elevados do que o recomendado anteriormente, pode ser particularmente importante para prevenir a hipertensão”, disse a autora do estudo e epidemiologista Kirsten Bibbins-Domingo, da Universidade da Califórnia, San Francisco (UCSF).

A hipertensão, ou pressão alta, é uma doença grave que afeta bilhões de pessoas no mundo todo. Ela pode causar ataque cardíaco e derrame. Além disso, também pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de demência na vida adulta.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de um em cada quatro homens, e aproximadamente uma em cinco mulheres tem hipertensão. Entretanto, a maioria das pessoas que a tem não sabem. Justamente por isso ela é chamada de assassino silencioso.

Felizmente existem formas de reverter a pressão alta. Uma dessas maneiras é por meio do exercício, que é o foco do novo estudo. Para que ele fosse feito, mais de 5.100 adultos foram recrutados.

Estudo

Honor health

Nesse ínterim, o estudo monitorou a saúde desses participantes ao longo de três décadas, através de avaliações físicas e questionários a respeito dos seus hábitos de exercício, tabagismo e ingestão de álcool.

Toda vez que se fazia uma avaliação clínica, media-se a pressão arterial três vezes com um intervalo de um minuto. Por fim, para que se analisasse os dados, os participantes foram agrupados em quatro categorias, por raça e sexo.

Como resultado, no geral, entre homens e mulheres e nos dois grupos raciais, os níveis de exercício caíram dos 18 para os 40 anos. Assim, as taxas de hipertensão aumentaram e a taxa de exercício caiu nas décadas subsequentes.

Segundo os pesquisadores, isso sugere que a idade adulta jovem é um momento importante para intervir na prevenção da hipertensão na meia-idade, isso através de programas de promoção de saúde, que são feitos para estimular o exercício.

“Quase metade dos nossos participantes na idade adulta jovem tinha níveis abaixo do ideal de atividade física, o que foi significativamente associado ao início da hipertensão, indicando que precisamos elevar o padrão mínimo de atividade física”, disse o autor principal Jason Nagata, especialista da UCSF em medicina de adulto jovem.

Pressão arterial

Blog educação física

Além disso, quando os pesquisadores analisaram os participantes que fizeram cinco horas de exercício moderado por semana durante o começo da idade adulta, viram que o risco de hipertensão diminuía consideravelmente. Principalmente se essas pessoas mantivessem o hábito de exercício até os 60 anos.

“Alcançar pelo menos o dobro das diretrizes mínimas atuais de atividade física para adultos pode ser mais benéfico para a prevenção da hipertensão do que simplesmente cumprir as diretrizes mínimas”, pontuaram os pesquisadores.

Um outro ponto preocupante visto no estudo foi que os homens e mulheres negras tem trajetórias de saúde bem diferentes das pessoas brancas. Por exemplo, aos 40 anos, os níveis de exercício se estabilizaram entre os homens e mulheres brancos, enquanto com os negros eles continuaram diminuindo.

Aos 45 anos, as mulheres negras ultrapassaram os homens brancos nas taxas de hipertensão. Já aos 60 anos, cerca de 80 a 90% dos homens e mulheres negros tinham hipertensão. Isso comparados com menos de 70% dos homens brancos e metade das mulheres brancas.

“Embora os jovens negros do sexo masculino possam ter alto envolvimento com esportes, fatores socioeconômicos, ambientes de vizinhança e responsabilidades de trabalho ou familiares podem impedir o envolvimento contínuo em atividades físicas até a idade adulta”, concluiu Nagata.

Fonte: Science Alert

Imagens: Heart, Honor health, Blog Educação Física

Onde fica a maior biblioteca do mundo?

Previous article

Por que multidões fazem com que as pontes balancem?

Next article

Comments

Comments are closed.