Entretenimento

Relembre a triste juventude de Terry Crews

0

O ator Terrence Alan Crews, popularmente conhecido como Terry, ficou famoso mundialmente por causa dos seus papéis divertidos em produções norte-americanas. Interpretando o personagem Julius Rock, no seriado Todo Mundo Odeia o Chris (2005), o artista consolidou sua carreira como um dos maiores nomes da comédia nos EUA.

No cinema, Terry foi protagonista do icônico filme As Branquelas (2004), ao interpretar o personagem Latrell Spencer. A cena do personagem cantando “A Thousand Miles”, de Vanessa Carlton viraliza nas redes sociais até hoje.

No entanto, ao contrário da sensação de divertimento que o norte-americano passa para os seus fãs, por meio da sua atuação, a vida de Terry na verdade foi bem conturbada e com uma juventude cheia de problemas.

Violência doméstica

Foto: Divulgação

Nascido em 30 de julho de 1968, em Flint, Michigan, nos Estados Unidos, o ator já revelou que o meio em que foi criado não era saudável. Em entrevista ao podcast Hotboxin, do atleta Mike Tyson, em 2019, o astro contou um pouco da sua infância e adolescência.

De acordo com informações da Rolling Stone Brasil, o ator contou que quando era jovem, a sua cidade natal passava por dificuldades na indústria local. Além disso, o consumo de crack crescia muito na região. Esse fato fez com que a violência fosse comum e pesada.

Na entrevista, Terry também falou sobre o tema “pais abusivos”. Ao comentar sobre a onda de violência que Flint vivia na época, Terry disse que os problemas não ocorriam apenas do lado de fora de sua casa.

Terry Crews possui um relacionamento difícil com o pai

Foto: Reprodução

“Minha memória mais antiga que eu tenho do meu pai era ele batendo no rosto da minha mãe o mais forte que podia”, disse o artista. 

Terry Crews contou que seu pai é alcóolatra e que toda a sua família enfrentou problemas por causa dessa dependência.

“A minha vida toda eu tive medo do meu pai, eu fazia xixi na cama aos 14 anos, pois eu acordava e não sabia o que ia acontecer”, afirmou o astro do seriado Brooklyn Nine-Nine (2013).

Além de ator, Terry também foi atleta de futebol americano e fisiculturista. Ao longo da entrevista, ele fez uma revelação chocante a Tyson, contando que já bateu no próprio pai na fase adulta.

Crews disse que uma vez decidiu levar seus pais para sua casa, a fim de que todos passassem o Natal juntos. O ator revelou que pediu para o pai “agir normalmente” sem violência, visto que as suas crianças nunca se depararam com “nada tão louco”. No entanto, isso não aconteceu.

Segundo Terry Crews, o seu pai bateu em sua mãe e arrancou dois dentes da mulher. “Eu tento a minha vida toda tirar meus filhos fora disso, te trago para casa uma vez e você promete que não vai enlouquecer. E você faz isso só para me provar que pode fazer tudo que quiser?”, narrou o astro.

“‘Cara, agora é eu e você’. Disse isso e eu bati nele por horas”, acrescentou o artista.

Porém, Terrence afirmou que diferente do que ele pensava, a violência não trouxe para ele nenhum tipo de satisfação pessoal. “Isso não funciona […] Todo esse negócio de bater nos outros não funciona”, declarou.

Transformação de Terry Crews

Foto: Reprodução

Após ter sofrido nas mãos de um pai violento e contar histórias de abuso que vivenciou, atualmente Terry Crews é reconhecido por seu trabalho e por atuar em causas sociais.

O americano utilizou as dificuldades da sua juventude em algo maior para o mundo. Hoje em dia, ele é publicamente um defensor do direito das mulheres e age contra o sexismo, especialmente os que ocorrem em Hollywood.

Fonte: Aventuras na História

Em corrida “Homem x Tesla Model 3” corredor supera veículo

Matéria anterior

Homem dá tiro em esposa e faz live para explicar

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos