• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

A tocante história de Kanté, ex-catador de lixo, que defenderá a França na final da Copa do Mundo de 2018

POR Diogo Quiareli    EM Copa do Mundo      13/07/18 às 14h51

O ano de 2018 está sendo marcado por mais uma edição da Copa do Mundo de Futebol. Os jogos que acontecem a cada quatro anos estão sendo sediados na Rússia e cada time que entra em campo acelera o coração de toda uma nação. No próximo domingo (15) teremos a grande final da competição e o mundo já se dividiu na torcida. França e Croácia se enfrentarão em busca do título de melhor seleção do mundo. Os times têm muitas estrelas, entre elas o volante N"Golo Kanté que atualmente defende o Chelsea Football Club.

Mesmo sendo uma das maiores estrelas da Copa, Kanté não traçou um caminho simples até chegar onde está. Na primeira e até então última conquista desse título da França, Kanté contribuía com sua família catando e separando lixo nas ruas de Paris. Nascido na capital francesa, filho de imigrantes de Mali, ele recolhia o lixo junto com seu pai e depois enviava para a reciclagem para conseguir dinheiro. Com a vitória em 1998, as ruas de Paris ficaram tomadas por latas, garrafas, papéis e vários lixos. A paixão pelo futebol também ocupava espaço tanto no país, quanto no peito do menino.

20 anos se passaram desde então e hoje Kanté está em campo defendendo a seleção. Ele tem a chance de conseguir o bicampeonato mundial no próximo jogo. O seu papel na seleção é limpar o terreno e deixar seus zagueiros protegidos e os meias confortáveis. Com muita disposição e preparo, N"Golo já percorreu 62,6 quilômetros e está em quarto lugar nesse ranking, ficando atrás apenas dos croatas Modric e Rakit que disputaram três prorrogações.

A história de vida do jogador e tudo que ele conseguiu está sendo noticiado no mundo e inspirando diversos garotos sonhadores. Mesmo com tanto, Kanté jamais deixou a fama e o dinheiro lhe subirem à cabeça. Atualmente ele chega aos treinos dirigindo seu carro simples enquanto seus companheiros pilotam grandes naves. Ele afirma que o carro pequeno como ele, que tem 1,68m de altura, é ideal e confortável. Seus atos humildes são frutos de uma infância simples. Kanté perdeu seu pai aos 11 anos, época em que ingressou no futebol amador. Sua estatura impedia que grandes clubes voltassem os olhos para ele. O rapaz chegou a cursar Contabilidade com medo de não conseguir êxito no futebol.

Com 18 anos recebeu seu bacharelado. Após o feito, estudou por mais dois anos até ter o seu devido reconhecimento. Kanté foi reconhecido e conseguiu sua oportunidade de brilhar. Hoje ele se prepara para o jogo da sua vida e o que pode elevar seu nome às alturas. No próximo domingo acontece a partida decisiva entre França e Croácia para definir quem levará o título de melhor seleção do mundo em 2018.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Wikipedia     Globo  
Imagens Lance Trivela Goal
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+