Um antibiótico comum fez com que os olhos desse homem ficassem totalmente azuis

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      20/04/18 às 16h58

Todos nós sabemos que os remédios podem causar efeitos colaterais horríveis, né? Esse é um caso curioso e incomum causado por um medicamento comum. Um homem de 70 anos apresentou-se aos médicos com sintomas estranhos. O branco dos seus olhos estava com uma cor meio azulada e estava intensificando com o passar do tempo.

A causa disso não era uma droga incomum. Muito pelo contrário, ela foi causada por um antibiótico bastante usado por todos. No entanto, ele não relatou nenhum desconforto ou visão embaçada. De acordo com o New England Journal of Medicine, sua acuidade visual, campos visuais e pressão ocular estavam normais

Não houve também uma alteração na espessura do tecido do seu olho. O branco do seu olho, dito como esclera em termos técnicos, de fato estava com uma tonalidade azul. A mudança de cor não afetou apenas o seu olho, mas também a cor de suas orelhas que também estavam com um tom azulado.

Embora seja algo extremamente raro, não é inesperado quando se usa minociclina, o antibiótico anti-inflamatório utilizado no tratamento da artrite reumatóide. Um estudo realizado em 2016 verificou que dos 291 pacientes que usavam o medicamento, mais de 250 apresentaram a alteração na cor dos olhos e partes do corpo. As mudanças eram mais comuns em outras partes sem ser olhos e orelhas.

Efeitos colaterais

O tratamento prolongado utilizando o medicamento pode realmente modificar a cor da pele, dentes, unhas, gengivas e outras partes. No entanto, a reversão do efeito leva em média cinco anos. Esse paciente em si estava vivendo essa realidade há 15 anos. Os cientistas acreditam que isso se dá por uma ligação do medicamento com a melanina, o pigmento natural de nossa pele, cabelo e olhos. Isso cria algumas moléculas insolúveis. A exposição a luz pode ser outro fator contribuinte para a criação desses compostos. Não é claro se a mudança na cor da pele desvanece com o tempo ou fica permanentemente.

Para conseguiu reverter o efeito, o paciente foi aconselhado pelos médicos a parar de tomar o remédio. Sendo assim, o reumatologista responsável pelo tratamento lhe deu uma receita diferente. Eles então o fizeram enfrentar uma rotina de visitas mais constantes ao médico um ano depois, mas de acordo com os relatórios, houve mudanças bem rasas na pigmentação das partes com cores alteradas.

E aí, o que você achou disso? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Via   IFL Science  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+