Séries e Sagas

Veja como seria o final de Glee com Cory Monteith

0

Glee acabou mas de longe foi uma das séries que mais deixaram saudades entre os fãs, e isso não tem como negar. Para os “Gleeks” (Como são chamados o fim da série), a morte de um dos protagonistas foi, talvez, a pior coisa que poderia acontecer tanto na série quanto na vida de quem realmente é fã. Cory Monteith, o nosso eterno Finn Hudson foi encontrado morto no dia 13 de julho de 2013, em Vancouver, Canadá aos 31 anos e a causa foi a mistura de álcool com heroína. O choque foi tanto e as preocupações para a finalização da série começou a falar mais alto. Por vezes até pensaram em cancelar a série devido a sua ausência mas logo levaram em consideração os fãs que gostaria de um final digno. Foi aí que o criador refez o seu final e revelou como seria com a presença de Cory.

Ryan Murphy que é o criador da série revelou que o final já estava imaginado para o personagem de Cory e revelou isso em um discurso pela Entertainment Weekly. Embora ele já houvesse falado sobre isso e afirmado que sempre soube como acabaria, ele nunca havia dado detalhes, apenas dizia que envolvia Finn Hudson e Rachel Berry, personagem de Lea Michele. Ele contou:

“No final da sexta temporada, Rachel teria se tornado uma grande estrela da Broadway, com o papel que ela nasceu para interpretar”, disse Murphy. “Finn teria se tornado professor, tendo se estabelecido, feliz, em Ohio, em paz com sua escolha e sem se sentir como um perdedor. A última fala seria essa: Rachel volta para Ohio, se sentindo feliz, mas não completamente, e entra no clube de Finn. ‘O que você está fazendo aqui?’, ele perguntaria. ‘Estou em casa’, ela diria. Fim.”

Murphy emocionou a todos afirmando que Cory Monteith cresceu muito durante o tempo que eles passaram juntos. Quando o ator realizou o seu teste para a série, ele nunca havia dançado sozinho e isso talvez explique o motivo de Finn dançar “mal”. Também, por incrível que pareça, nunca havia cantado mas no decorrer da série ele passou a dominar bem essas artes. Ainda disse que quando novos atores entravam para o elenco, Monteith era o primeiro a falar com eles no set e isso era algo incrível por parte dele.

“Isso era o que Cory era para mim – inteiro coração”, disse Murphy. “Por fim, o corpo dele, através do triste e frustrante vício, ganhou daquele grande e forte coração.”

[BÔNUS] Uma das performances mais marcantes de Cory

E aí, o que você achou desse final? Se emocionaria? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos.

Charlie Heaton, o Jonathan Byers de Stranger Things está cotado para Spin-off de X-Men

Matéria anterior

Sense8 é oficialmente cancelada pela Netflix

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications