Veja o que aconteceu com a mulher que bebeu refrigerante no lugar de água durante 16 anos

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Ciência e Tecnologia      27/02/15 às 19h00

A água é conhecida como "fonte da vida", ela compõe a maior parte do corpo humano e está presente em praticamente todos os seres vivos. Especialistas recomendam que cada pessoa beba cerca de dois litros de água por dia. Mas não foi o que fez uma mulher francesa que hoje tem 31 anos.

Ela resolveu substituir a água pelo refrigerante não por alguns dias ou semanas, mas por 16 anos. O resultado disso? Ela foi para no hospital. Os médicos que atenderam a paciente no hospital do principado de Mônaco, no sul da França. relatam que ela procurou ajuda médica por sofrer desmaios e arritmia cardíaca.

refri

O que eles acharam mais estranho é que ela não apresentava histórico familiar de problemas cardíacos ou sequer anomalias hormonais e metabólicas. Os primeiros exames indicaram que os níveis de potássio na sua corrente sanguínea estavam muito baixos.

A francesa apresentava cerca de 2,4 milimol de potássio por litro de sangue (mmol/L), enquanto uma mulher da sua idade deveria apresentar um valor entre 3,5 e 5,1 mmol/L.

Depois de tanto mistério, os médicos finalmente encontraram a provável causa da carência de potássio. Quando os especialistas analisaram o histórico da paciente, descobriram que ela havia substituído o consumo de água por refrigerantes de cola há 16 anos.

Ela foi rapidamente orientada pelos médicos a mudar o hábito. Depois de uma semana ou duas, a paciente já havia recuperado os níveis normais de potássio, apresentando de 4,1 mmol/L.

Estudo de caso

refri2

Dois médicos, Naima Zarqane e Nadir Saoudi, do Centro Hospitalar Princesa Grace, em Mônaco escreveram um artigo descrevendo o caso da paciente. Os resultados foram apresentados recentemente em um evento da Associação Europeia do Ritmo Cardíaco, EHRA.

Para Zargane e Saoudi, existem duas explicações possíveis sobre como o consumo de refrigerantes de cola causam uma redução do nível de potássio no sangue. A primeira é que o xarope de milho, que é rico em frutose, presente nos refrigerantes impede a absorção de água pelo intestino.

Esse efeito pode causar diarreia, que provoca a perda de fluidos que acabam expulsando também o potássio do organismo. A segunda hipótese é de que a cafeína presente na cola pode reduzir a quantidade de potássio que é reabsorvida pelos rins.

refri4

Os pesquisadores encontraram relatos de outros seis casos de consumo excessivo de bebidas à base de cola que causaram prejuízos à saúde. Como danos ao tecido muscular, arritmias, além de um caso de morte causada por Torsades de pointes, um tipo raro de arritmia ventricular que pode ocasionar paradas cardiorrespiratórias.

"As pessoas precisam estar atentas aos riscos à saúde oferecidos pelo consumo excessivo de bebidas açucaradas. Isso é importante também para que o governo garanta que a água mineral seja mais barata do que essas bebidas, o que nem sempre acontece", afirma Saoudi.

Já Zarqane afirma que um dos papéis deste estudo é mostrar que os cardiologistas precisam ficar atentos à ligação entre o consumo de refrigerantes de cola e a perda de potássio.

Para entender melhor, conheça os 5 fatos que vão te fazer ter medo de tomar refrigerante e também a curiosa máquina que transforma refrigerante em água potável.

Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+