5 alergias estranhas que o ser humano pode ter

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      16/09/15 às 17h43

A alergia é um tipo de reação do nosso sistema imunológico que acontece de forma exagerada, que se desenvolve depois que acontece uma exposição a uma determinada substância estranha em nosso organismo.

Existem alergias a vários tipos de coisas ou objetos. Mostramos para você as 10 alergias que com certeza você não iria gostar de ter(Clique aqui e confira a matéria) aqui no site da Fatos Desconhecidos.

E ter alergia é um negócio muito complicado para a qualidade de vida das pessoas. E tudo pode gerar alergia, seja mofo, poeira, alimentos e até produtos químicos. Separamos para você uma lista com algumas alergias consideradas raras estranhas que você poderia ter. Confira:

1 - Alergia ao Frio

o-frio-mata-20-vezes-mais-que-o-calor-revela-estudo-1

É raro uma alergia dessa, mas sim, ela existe. Assim como existem alergias a altas temperaturas, também existem pessoas que são alérgicas ao frio. Quando alguém que possui essa alergia é exposta ao frio, ele causa vermelhidão na pele, erupções misteriosas e o desenvolvimento de urticária.

Em casos mais extremos, quem tem alergia ao frio pode sofrer choque anafilático por conta da inflamação. Esse tipo raro de alergia não permite que as pessoas tenham contato com comidas frias, receber medicação refrigerada ou mesmo ter contato com superfícies ou ambientes muito frios.

2 - Alergia à Luz Solar

alergia_110115

Todos os seres humanos, em geral, são sensíveis à luz do sol, mas existem pessoas que são mais ainda que o normal. Algumas delas desenvolvem reações alérgicas severas quando ficam expostas ou passam perto da luz solar.

Quem passa por alergia ao sol, nem mesmo com o uso do protetor solar consegue ficar protegido dos raios ultra violetas. As reações que acometem o corpo dessas pessoas são inflamação na pele, vermelhidão extrema e formação de erupções.

3 - Alergia a Roupas Íntimas

roupa_intima

Alergia a roupas íntimas é um pouco raro, mas 2 em cada 30 pessoas descobrem ter alergia a esse tipo de vestuário. Esse tipo de alergia pode trazer desconforto e constrangimento à pessoa, caso não consiga ser controlada. Quem sofre com esse tipo de alergia, sofre de coceiras, vermelhidão e muito desconforto na região das áreas íntimas, dependendo do tipo de calcinha, sutiã ou cueca.

Algumas substâncias encontradas nas roupas íntimas entram em contato com a pele e atravessam as camadas da pele, culminando em um processo alérgico. Segundo especialistas, os tipos de tecidos que mais causam essa alergia são os fios sintéticos. Até mesmo o elástico e o algodão podem causar alergia. Os médicos indicam o abandono do uso dessas peças ou uma outra estratégia para controlar a alergia é partir para o uso de medicamentos.

4 - Alergia a Celular

22906211227183959

Os celulares se tornaram objetos de comunicação essenciais atualmente. É estranho pensar que o aparelho possa causar alergia, mas existem pessoas que passam por isso. Os celulares podem causar um tipo de alergia chamado de dermatite de contato.

O níquel encontrado em alguns cromados da carcaça e dos botões pode causar reações alérgicas nas pessoas. Os dedos podem avermelhar, a pele começa a formar uma casca e a sensação de irritação no local é constante.

5 - Alergia à Vibração

vibrationphysics

Pode não parecer real, mas algumas pessoas possuem alergia à vibração. São as chamadas urticárias físicas. Elas estão dentro de um subgrupo de urticárias crônicas que são induzidas por estímulos físicos, como água, exercício, aumento da temperatura corporal etc.

Entrar em um carro ou algum lugar e começar a sentir vibrações fazem com que a pessoa se sinta mal imediatamente. A reação alérgica a vibração causa tonturas, irritação na pele, náuseas e erupções cutâneas. Esta reação constitui 17% do total de urticárias crônicas. A crise alérgica pode durar até 24 horas.

 

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+