• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 animais que deixariam Darwin completamente confuso

POR Mateus Graff    EM Mundo Animal      04/12/18 às 16h12

Darwin ficou famoso ao convencer a comunidade científica da ocorrência da evolução e propor uma teoria para explicar como isso se dá por meio da seleção natural. Para Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio eram os que tinha mais chances de sobreviver do que os menos adaptados. Sendo assim, os organismos mais bem adaptados são selecionados pelo ambiente.

Hoje resolvemos fazer essa lista para vocês com alguns casos estranhos de animais que com certeza deixaram Darwin completamente "desnorteado". Então, caros leitores da Fatos Desconhecidos, confiram agora a nossa matéria com os 7 animais que deixariam Darwin completamente confuso:

1 - Sapos explodindo na Alemanha

Em 2005, algo muito estranho aconteceu no norte da Alemanha. Milhares de sapos do distrito de Altona, em Hamburgo, começaram a explodir e isso causou um verdeiro cenário de filme de ficção científica. Os cientistas na época ficaram confusos pois os sapos começaram a inchar e expandiram até 3 vezes o tamanho original. A força das explosões jogava as tripas até um metro de distância. O fundo ou um vírus seria o culpado? Os cientistas ficaram confusos.

Depois de um tempo, os especialistas da área descobriram que os corvos estavam comendo o fígado dos sapos pelo fato deles serem tóxicos. Como os corvos são animais muito inteligentes, eles descobriram como localizar as partes não tóxicas dos sapos. Os sapos então inchavam como um mecanismo de defesa e acabavam explodindo.

2 - Pássaros incendiários

São três pássaros na Austrália que foram vistos incendiando florestas: o falcão marrom, os papagaios pretos e o papagaio assobiando. Essas aves ficam esperando nos limites dos incêndios florestais para capturar animais em fuga. Para aumentar o fogo, eles pegam pedaços de galhos e soltam em cima do incêndio. Tudo isso para fazer com que os outros animais precisem sair da florestas para os pássaros caçarem seus alimentos. A natureza é maravilhosa, mas às vezes ela pode ser sádica.

3 - Elefante "fumando"

Um elefante selvagem foi filmado soprando cinzas de carvão depois de um incêndio em uma floresta. Como o cientista Vinay Kuma relatou, "quase parecia que o elefante estava fumando". Bom, essa cena nunca tinha sido registrada antes, o que fez os especialistas ficarem confusos com o que estava acontecendo. Como vocês podem ver no vídeo, o elefante estava colocando cinzas na boca e depois soprando, como se estivesse realmente fumando. Pode ser que o elefante queria apenas comer carvão (que tem propriedades medicinais e serve como relaxante).

4 - O sapo sem rosto

Jill Fleming, herpetologista e estudante da Universidade de Massachusetts, em Amherst, estava em uma floresta, em 2016, quando se deparou com uma criatura sem olhos, sem nariz e sem língua. Quando ela se sentou para analisar a criatura, percebeu que era um sapo que estava sem rosto.

Qual a explicação para esse sapo sem rosto? De duas, uma. Pode ser que o sapo tenha sido atacado por um predador que não terminou sua refeição. Os sapos precisam hibernar durante o inverno por serem animais de sangue frio e pode ser que ele tenha sido atacado enquanto estava hibernado. Outra hipótese é de que a ferida pode ser resultado de parasitismo por moscas, mas essa explicação é pouco provável.

5 - O urso bípede

Em 2014, um urso foi avistado em Nova Jersey andando apenas com as patas traseiras. O vídeo do urso bípede se tornou popular na internet e ao invés de deixar os moradores da região assustados, eles ficaram com pena do animal. Chamado de Pedals, o urso estava com as duas patas dianteiras machucadas e a população temia que ele não pudesse sobreviver por estar muito fraco. Pedals tinha se adaptado a andar apenas com duas patas, algo que realmente impressionaria Darwin.

O animal estava doente, ferido e visivelmente subnutrido. A jovem contactou então a Agência de Proteção Ambiental e de Animais Selvagens de New Jersey, que tem monitorizado os movimentos do urso negro nos últimos meses. Infelizmente, ele foi abatido por um caçador em 2016, durante a caça anual da espécie no estado. Os relatos dizem que ele foi morto por um caçador que usava um arco e flecha.

6 - Jacarés congelados

O inverno passado nos EUA provocou um fenômeno um tanto curioso em um parque da Carolina do Norte. Os jacarés do Shallotte River Swamp Park tiveram que ficar com o focinho para fora do lago congelado para sobreviver as baixas temperaturas. Os jacarés deixam os focinhos de fora para conseguir respirar e então hibernar. O processo é conhecido como brumação, onde os animais diminuem a temperatura corporal e o metabolismo para que possam sobreviver no frio. Conforme as temperaturas vão subindo, os animais regulam a temperatura corporal. Com certeza, Darwin ficaria um tanto confuso com esses jacarés congelados.

7 - Perus e o ritual da morte

Os perus são animais um tanto pitorescos. Em 2016, por exemplo, perus invadiram a cidade de Nova York e causaram um verdadeiro terror, perseguindo pessoas e passando susto em muita gente. Esse ano foi a vez de Massachusetts passar por isso. Os residentes da cidade de Randolph fizeram vídeos um tanto estranhos de perus fazendo um tipo de "ritual" em volta de um gato.

Algumas pessoas acharam que eles queria ressuscitar o felino. Mas a verdade é que os perus têm medo de gatos, então quando um deles morreu, eles ficaram curiosos. O líder começou a inspecionar o cadáver e o resto do grupo fez o mesmo. O biólogo Richard Buchholz observou que os perus seguem um ao outro, o que pode explicar o círculo assustador feito em Randolph.

E você, também ficou espantado com os casos estranhos dessa lista? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+