Curiosidades

7 coisas nojentas que as pessoas já usaram para fazer cerveja

0

Hoje em dia a bebida alcoólica está cada vez mais presente na vida das pessoas e cada vez mais cedo, inclusive. É uma missão quase impossível encontrar uma festa onde as pessoas não estão consumindo algum drink. Dentre todas, uma das mais comuns é a cerveja, bebida que caiu a gosto popular e fez com que as pessoas deixassem de lado aquela velha história de ser amarga ou ter um gosto forte. Sabemos que na produção dessa bebida usa-se cevada e outros cereais, algumas colocando até milho. Até aí tudo normal e nada que nos faça repensar em beber, né? Com toda essa popularização da bebida alcoólica, os produtores estão inovando cada vez mais e assim criando suas próprias receitas.

A cerveja artesanal está ganhando muito espaço graças a sua originalidade, essa que as vezes nos assustam muito por causa dos componentes. Acredite ou não, alguns fabricantes costumam colocar coisas tão nojentas que você jamais imaginou e nós resolvemos procurar por alguns exemplos para vocês, caros leitores. Já afirmamos desde já que os ingredientes são assustadores e pode fazer você jamais pensar em tomar uma cerveja em outro lugar que não conhece. Aproveita para compartilhar com seus amigos.

1 – Levedura de barba

O fermento selvagem para a produção da bebida pode ser encontrado em diversos lugares, mas jamais pensamos em uma barba. Rogue Ale pensou nesse conceito e resolveu explorar sua ideia, então criou uma cerveja utilizando leveduras encontradas na barba de Brewmaster John Mayer, seu amigo de longa data. Ele produziu um lote com 15 mil garrafas.

2 – Ácido Lático Vaginal

Se você não gostar de leveduras de barbas, pode optar por uma criada utilizando ácido lático vaginal. A ideia foi da cervejaria polonesa de Yoni, que usou na composição as bactérias vaginais como fermento natural. Eles a venderam como “a verdadeira essência da mulher”.

3 – Testículos de touro

Por incrível que pareça, testículos de touros são consumidos como uma comida comum em alguns lugares. Pensando nisso, a Wynkoop Brewing Company, do Colorado, criou uma cerveja delicada utilizando isso como ingrediente secreto. Para cada oito barris da bebida, foi utilizado 25 quilos de testículos assados.

4 – Embaladas em esquilo

Esse é um dos métodos mais bizarros de embalar uma garrafa de cerveja. O pior é que as pessoas se disponibilizam a pagar até US$ 20.000 em uma dessas garrafas. Essa ainda é considerada a cerveja mais forte da história. Apenas 12 garrafas foram produzidas para venda desde 2010. Outras 10 foram feitas no ano de 2016 e doadas para fundações de caridade.

5 – Cérebro de cabra

Os criadores dessa provavelmente são fãs de The Walking Dead e por isso resolveram homenagear a série com sua criação. Eles resolveram colocar o cérebro de cabras na sua composição e a criação fez bastante sucesso.

6 – Urina de participantes de um festival

A urina não entra diretamente na receita, mas a cevada utilizada foi preparada com urina dos participantes do festival de música Roskilde. O Conselho Dinamarquês da Agricultura adotou essa prática e a nomeou “Beercycling”, esperando tornar seus produtos mais ecológicos. No país, eles costumam fertilizar seus campos com urinas de animais, mas essa com a de participantes é uma inovação.

7 – Poluição de meteorito lunar

Se você procura por uma cerveja diferente, essa com certeza é uma boa pedida. Um pequeno lote de bebidas foi produzido com meteoritos lunares. Eles usaram isso como método de fermentação, o que deu muito certo.

E aí, o que achou dessas receitas malucas? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

7 personagens de desenhos antigos que nunca seriam permitidos hoje em dia

Artigo anterior

10 truques que seus avós faziam que podem te ajudar no dia a dia

Próximo artigo