A última década, no ramo da ciência, foi, sem dúvida, marcada por progressos. Vimos avanços inimagináveis ??em diversos campos. Por isso, hoje, podemos dizer que o futuro já começou. Embora muitas coisas ainda devem estar por vir, vivenciamos, nos últimos dez anos, o inimaginável.

Para mostrar que o futuro já começou, selecionamos aqui, as principais inovações, que já fazem parte da nossa história. Veja, e tranquilamente, o que podemos esperar da ciência nos próximos anos.

1 - Médicos inteligentes

Com o desenvolvimento da Inteligência Artificial, médicos-robôs já estão em campo. Além disso, podemos dizer também que já estão até superando a extensão de nosso conhecimento. O Serviço Nacional de Saúde da Grã-Bretanha (NHS), por exemplo, implantou recentemente os chatbots. Ali, os chatbots estão sendo utilizados para diagnosticar inúmeros problemas em relação à saúde.

2 - Trazendo os mortos de volta à vida

Publicidade
continue a leitura

De acordo com um recente estudo, estamos apenas perto de poder reverter a morte. Alguns pesquisadores da Faculdade de Medicina de Yale conseguiram reanimar o cérebro de 32 porcos, que haviam sido declarados mortos. Em suma, os pesquisadores injetaram uma solução nos cérebros dos animais mortos para imitar o fluxo sanguíneo natural do corpo. Nesse ínterim, os cérebros começaram a funcionar normalmente.

3 - Fusão nuclear

A fusão nuclear é a principal fonte de energia proporcionada pelo Sol, e por todas as outras estrelas. Além disso, é também uma fonte de energia limpa, porém, é extremamente difícil de simular. Bom, até então era. Um estudo recente, na China, demonstrou as condições necessárias para podermos recriar a fusão nuclear aqui na Terra. Trabalhando no reator Experimental Advanced Superconducting Tokamak (EAST) em Hefei, China, a equipe de cientistas conseguiu simular a fusão nuclear ocasionada pelo sol. Basicamente, os pesquisadores descobriram uma maneira de recriar o SOL na Terra. Diz aí se o futuro não está aqui, diante de nossos olhos?

4 - Detectando o Parkinson

Publicidade
continue a leitura

Pouco se sabe sobre o Parkinson. Ou seja, entendê-lo é tão difícil como detectá-lo. Quer dizer, o cenário mudou. Pouco, mas mudou. Pesquisadores desenvolveram um método para detectar Parkinson, por meio de amostras de voz. O método ainda precisa ser estudado, mas o sistema utilizado foi capaz de detectar o Parkinson com uma precisão de 87%.

5 - Robôs que podem seguir ordens

Embora ainda não haja robôs que atuem como uma pessoa real, progressos sem precedentes, em relação às habilidades cognitivas, foram feitos nos últimos tempos. O exército dos EUA desenvolveu, recentemente, um software que pode programar robôs, capazes de entender instruções verbais, executá-las e reportá-las sem qualquer supervisão. Eles também seriam capazes de aprender com seus erros e melhorar ainda mais. E tudo isso, sem a nossa ajuda.

Publicidade
continue a leitura

6 - Olhos

A possibilidade de usar apenas os olhos, para controlar um computador, parece loucura, né? Embora nenhuma tecnologia desse tipo exista no momento, a realidade pode mudar em breve. O Eye Tribe, uma startup, construiu com sucesso um protótipo de um dispositivo, que permite controlar qualquer tela apenas com seus olhos. Obviamente, a atividade é limitada, mas nada que testes e mais testes sejam feitos para mudar isso. Esperamos ansiosos.

7 - Convertendo sinais cerebrais em áudio e imagens

Uma equipe de neuroengenheiros, da Universidade de Columbia, construiu recentemente um sistema capaz de converter sinais cerebrais em audio, e é surpreendentemente preciso. Outros estudos comprovaram que os sinais cerebrais também poderiam ser transformados em imagens, o que é honestamente algo que nem sabíamos que poderia ser feito. Palmas?

Publicado em: 24/01/20 01h06