• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 doenças que você não sabia que podem te engordar

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      13/09/18 às 18h08

Em 2016, cerca de 39% dos homens e 40% das mulheres acima dos 18 anos estavam acima do peso, aegundo dados coletados pela Organização Mundial de Saúde. Ou seja, em cerca de 1,9 bilhão de pessoas no mundo todo, 650 milhões delas são obesas. No entanto, é importante ter ciência de que essas pessoas que estão acima do peso não necessariamente engordaram somente porque comeram muito.

A alimentação, sem dúvida alguma, exerce influência sob nosso organismo. E a prática de exercícios físicos também emprega seus resultados sobre nossa saúde. Porém, certas patologias podem fazer com que nosso organismo reaja de maneira contrária ao que esperávamos e, devido a isso, o aumento de peso pode acontecer. Hoje, trouxemos para vocês algumas doenças que podem ser responsáveis pelo aumento de peso e alguns de seus sintomas.

É de suma importância que nossos leitores compreendam que, apesar de qualquer familiaridade com os doenças e sintomas apresentados abaixo, é sempre essencial procurar ajuda profissional para diagnósticos precisos e caso necessário, tratamento para tais mazelas. Confira!

1 - Hipotiroidismo

Quando em bom equilíbrio, os hormônios da tireoide garantem um bom funcionamento de nosso metabolismo. Algum problema relacionado à produção desses hormônios pode resultar no retardo do metabolismo e/ou outras graves complicações. Os sintomas do hipotiroidismo podem ser facilmente confundidos com cansaço gerado pelo excesso de trabalho, por exemplo, ou com sonolência, letargia.

No entanto, geralmente essas coisas não causam ressecamento da pele, fragilidade das unhas e cabelos, anemias, náuseas e constipação. Esses sintomas podem ser um alerta de seu corpo para se atentar quanto a doença. O metabolismo desregulado, a motilidade intestinal reduzida e a falta de ânimo causado pelo hipotiroidismo podem sim fazer com que seu corpo acabe ganhando alguns quilos a mais.

O melhor a se fazer é sempre procurar um médico para um diagnóstico preciso e se necessário, o tratamento adequado.

2 - Prolactinoma

A prolactina é produzida por nosso organismo para ajudar a regular as funções reprodutivas, e para as novas mamães, auxiliar na lactação. Quando há uma disfunção na produção desse hormônio, que é de 6 a 10 vezes mais comuns nas mulheres do que nos homens, podem surgir tumores benignos na glândula pituitária, responsável por excretar a prolactina.

A doença é curável e alguns de seus sintomas nas mulheres são produção de leite materno (não relacionado ao período de lactação) e menstruação desregulada. Já nos homens os sintomas se manifestam na diminuição da libido, distúrbios na consciência, visão e dores de cabeça. Tanto nos homens quanto nas mulheres, há um armazenamento de gordura em excesso. No entanto, nas mulheres, ela é acumulada na região do tórax e ombros.

3 - Diabetes tipo 2

Diferente do diabetes tipo 1, no tipo 2, o pâncreas produz quantidades de insulina suficientes. Porém, os receptores não reagem como deveriam e, dessa forma, a insulina excretada não é digerida. O que resulta no excesso do hormônio em nosso organismo, levando a obesidade.

Este tipo de diabetes é extremamente perigoso, pois na grande maioria dos casos, é uma doença silenciosa. Basicamente, assintomática. Entretanto, alguns sinais podem ser observados como sede e micção excessivas, coceiras na pele acompanhadas de aumento de peso. Todos esses fatores podem indicar que uma ida ao endocrinologista se faz necessária.

4 - Estresse e depressão

O cortisol é excretado pelas glândulas suprarrenais e ajuda no metabolismo de carboidratos. Além de preservar recursos energéticos do corpo para lidar com períodos de estresse. Pessoas sob estresse contínuo podem provocar em seu organismo uma superprodução de cortisol e adrenalina, fazendo com que o cortisol extra seja incorporado ao metabolismo, acabando em forma de gordura.

Imagine isso em um contexto onde há fadiga, insônia, desânimo, apatia, entre outros? É possível que uma pessoa, passando por estes sintomas, possa estar iniciando um estágio de depressão e o melhor a se fazer é, sem dúvidas, procurar ajuda profissional.

5 - Síndrome de Cushing

A produção desregulada de cortisol e o estresse não são preocupantes apenas por levarem à depressão, mas também por causa de uma doença, mesmo que rara, mas tão grave quanto. É a Síndrome de Cushing que afeta entre de 10 a 15 pessoas em 1 milhão. Nestes casos, a gordura é retardada de uma forma incomum: no estomago e na parte de trás do pescoço.

Enquanto os braços e pernas continuam "magros". Além dos sintomas aparentes, a doença pode ser acompanhada de outras enfermidades como diabetes, aumento da pressão arterial, aumento do colesterol e insônia. No entanto, o apetite não é afetado.

6 - Síndrome do ovário policístico

Fluxo menstrual irregular, enxaqueca e aumento de peso podem ser sinais de policistose ovariana. O aumento de peso, nesse caso, se parece com o que acontece nos homens. A gordura começa a ser depositada no abdômen. Outros sintomas são aumento de pelos pelo corpo, problemas de pele e engrossamento da voz.

A disfunção muitas vezes ocorre pela falta de hormônios sexuais. Os óvulos não amadurecem e ficam estagnados nos ovários. 1 em cada 5 mulheres podem vir a sofrer com tal problema. No entanto, há tratamento para a síndrome. Caso esses sintomas surjam de maneira simultânea, um profissional deve ser consultado.

7 - Insulinoma

O insulinoma se trata de um raro tumor no pâncreas que secreta insulina e que reduz, de forma drástica e severa, os níveis de açúcar no sangue. Taquicardia, agitação, distúrbios na fala e no comportamento são alguns sintomas que podem vir a aparecer, além de uma possível crise hipoglicêmica. E é daí que os quilos extras podem surgir, uma vez que o corpo instintivamente dá sinais de fome e é quase inevitável não comer.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+