Entretenimento

7 fatos pouco conhecidos sobre ”O Poderoso Chefão”

0

A sétima arte tem vários fãs que, indo ao cinema, ou não, movimentam esse ramo. Quase todo mundo gosta de assistir filmes, seja do gênero que for. Os filmes são capazes de nos levar para mundos desconhecidos. Alguns preferem ver comédias para dar algumas boas risadas, outras pessoas gostam de ver romances, para se envolver na história de amor dos personagens principais, e existem ainda as pessoas que adoram sentir medo com um bom filme de terror.

Seja qual for seu gênero preferido, os filmes fazem parte da vida da maioria das pessoas. E alguns marcam tanto que acabam se tornando clássicos e atravessando gerações. “O Poderoso Chefão” é um desses filmes.

Ele estreou no dia 14 de março de 1972. E durante um tempo, ele foi o filme de maior bilheteria de todos os tempos. O longa teve 11 indicações ao Oscar e levou quatro para casa. Mesmo que décadas tenham se passado desde o seu lançamento ele ainda é considerado um dos filmes mais influentes já feitos. Mostramos aqui alguns fatos sobre ele que são pouco conhecidos.

1 –  Al Pacino não era a primeira escolha

O ator não foi a primeira escolha para viver Michael Corleone. Os executivos queriam que o papel fosse para Robert Redford ou Ryan O’Neal. Contudo, assim que o diretor, Francis Ford Coppola, viu Pacino na Broadway ele sabia naquele momento que tinha encontrado o seu Michael Corleone. O estúdio concordou com o diretor, mas de forma relutante.

2 – Pegadinhas no set

Os atores gostavam de fazer pegadinhas nos sets de filmagem depois que eles já tinham se aquecido. Tanto que, Brando uma vez abaixou as calças e mostrou sua bunda em uma cena com quase 500 figurantes.

Em 2017, Robert Duvall,q eu deu vida a Tom Hagen, lembrou dessas pegadinhas durante o Tribeca Festival. “Durante a cena do casamento, estávamos todos abaixando as calças uns aos outros”, lembrou.

3 – Gato que entrou no filme

Em uma cena onde Vito Corleone explica sua ideia de amizade para o agente funerário é possível ver um gato cinza e branco sentado no seu colo. Mas segundo Coppola, o gato era um vira-lata e não deveria estar no filme.

“O gato nas mãos do Marlon não foi planejado. Eu vi o gato correndo pelo estúdio e o peguei e coloquei em suas mãos sem dizer uma palavra”, disse. E quando a equipe foi ver a cena, eles mal conseguiam ouvir o diálogo, porque o gato estava fazendo um ruído muito alto.

4 – Técnica para memorizar falas

Marlon Brando era conhecido por usar cartões ao invés de memorizar suas falas. E esse hábito foi visto em “O Poderoso Chefão”. O ator disse que sua técnica o ajudou a ser mais espontâneo, ao invés de ter que pensar em cada fala. Os cartões com as falas dele eram colados em adereços, ou até mesmo em outros atores.

5 – “Deixe a arma, pegue os cannoli”

Muitas pessoas podem não saber, mas uma das falas mais famosas do filme foi improvisada. Depois de matar o mafioso que delatou os Corleones, Richard Castellano deveria dizer “deixe a arma”. Contudo, ele improvisou o restante da frase icônica.

A inspiração do ator veio depois que Coppola inseriu uma cena, onde a esposa do seu personagem pede a ele para pegar cannoli de sobremesa.

6 – Não queriam Marlon Brando

Assim que o diretor mencionou Marlon Brando como uma possibilidade para viver Vito Corleone, o estúdio disse que o ator “nunca iria aparecer em um filme da Paramount”. E eles insistiram que o papel fosse vivido por Laurence Olivier.

Entretanto, Coppola chamou Brando para um teste de tela onde ele impressionou o estúdio. Então eles concordaram a deixar o ator participar do filme. Além disso, Brando ainda ganhou um Oscar pelo seu papel no longa.

7 – Deixando os erros

Coppola é um diretor conhecido por mudar o roteiro e adicionar falas durante as filmagens. E, às vezes, ele mantinha cenas onde os atores cometiam erros. Como por exemplo, Lenny Montana, vivido por Luca Brasi, ficou tão nervoso na sua cena com Brando que continuou errando. O diretor gostou desse nervosismo e o deixou no filme.

Novo tipo de explosão espacial mostra o nascimento de um buraco negro

Matéria anterior

7 curiosidades das séries mais amadas dos anos 1990

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar