Curiosidades

7 formas mais estranhas que santos foram representados

0

Por muitos séculos, a arte na Europa e todas as grandes obras produzidas por lá estavam à disposição da fé cristã. Muitas pertencentes à nobreza, que queria aumentar suas credenciais com a igreja. Os santos eram um tema bastante regular na arte e muitas obras retratavam suas histórias e ações na vida, especialmente suas mortes.

Muitas dessa obras ainda causam bastante controvérsia e provocam fortes emoções nas pessoas. Sejam fiéis ou não. Isso devido a forma como foram retratadas e as histórias por trás de cada uma delas. Pensando nisso, hoje, listamos algumas das maneiras estranhas com que santos foram representados nas artes e que vocês podem não conhecer. Confira!

1 – São Bartolomeu

São Bartolomeu, assim como outros apóstolos de Jesus após sua crucificação, recebeu a missão de espalhar a palavra de Deus. E isso, o levou muito longe, chegando à Mesopotâmia, Etiópia e até mesmo na Índia. No país asiático, ele pregou, derrubou ídolos, ensinou os indianos o Evangelho de Mateus e expulsou demônios.

Quando ele chegou na Armênia, não foi diferente. Ele conseguiu converter o irmão do rei, o que o acabou deixando muito irritado. O rei ordenou que Bartolomeu fosse esfolado vivo. Por isso, muitas estátuas e pinturas retratam o santo segurando sua própria pele.

2 – Antipas de Pérgamo

Segundo o que se conta, São Antipas foi atacado por sacerdotes pagãos em Pérgamo, por se opor a oferecer sacrifícios aos deuses em seus templos. A ele, eles teriam dito:  “O mundo inteiro está contra você!” e Antipas respondeu: “Então eu sou contra o mundo inteiro!” Os sacerdotes então o teriam levado para o templo da deusa Ártemis. O homem foi colocado dentro de um touro oco de bronze e um fogo foi aceso sob ele. Desse modo, o santo foi assado vivo. Portanto, é muito comum encontrar imagens do santo retratando o momento.

3 – São Romão de Antioquia

Diversas pinturas e imagens retratam São Romão de Antioquia, segurando o que seria a sua língua. Essas imagens retratam o que os romanos teriam feito a ele, arrancando sua língua quando ele se opôs a realizar oferendas aos deuses oficiais do império. Apesar disso, o santo milagrosamente ainda era capaz de falar. Então, ele foi decapitado.

4 – Santa Margarida de Antioquia

Margarida era apenas uma jovem criada, até que um funcionário romano se tornou obcecado por ela. Por ser cristã, Margarida se recusou a aceitar as imposições religiosas romanas. Por se sentir ofendido e rejeitado, ele acabou a jogando na prisão. Supostamente, ela teria sido visitada por um dragão na prisão que a devorou. Rezando, ela teria conseguido sair do ventre da criatura e por isso, ela foi associada ao parto, posteriormente, tornando-se a padroeira desse precioso momento.

5 – Vilgeforte (Santa Liberata)

Segundo o que contam as lendas, Vilgeforte era filha de um rei pagão e teria feito um juramento sagrado de se manter virgem para sempre. Entretanto, seu pai queria casá-la com um outro rei. Mesmo sabendo de seu voto de castidade. Para fugir do casamento, ela teria orado, pedindo a Deus que a tornasse tão feia que ninguém iria querer desposá-la.

Ao acordar em uma manhã, uma barba imensa havia crescido em seu rosto e o casamento estava acabado. No entanto, seu pai, infeliz com o que havia acontecido, condenou sua própria filha à morte por crucificação. Portanto, não raro podemos vê-la sendo retratada em pinturas e imagens barbuda e pregada em uma cruz.

6 – São Roque de Montpellier

Quando nasceu, São Roque possuía uma marca de nascença em forma de cruz no peito. O que premeditou toda sua vida de santidade. Depois que seus pais morreram, São Roque abdicou de toda sua vida “mundana”, para se dedicar à vida de um servo a Deus. Ele era tão pobre que, certa vez, teria morrido se um cão não tivesse trazido um pão para ele comer. Ou, caso um cão não tivesse lambido suas feridas infectadas e as limpado. Portanto, é muito comum vê-lo representado com um cão ao seu lado, lambendo suas feridas.

7 – Santa Luzia

É muito comum encontrar imagens de Santa Luzia carregando uma espécie de prato com um par de olhos sobre ele. Santa Luzia era cristã, mas sua mãe não. Sua mãe teria arranjado para a filha um casamento com um homem pagão, mas a jovem não desejava se casar. Ela queria dedicar seu tempo a ajudar os mais pobres. Mas ela acabou tendo que se casar.

Algum tempo depois, sua mãe ficou doente e Santa Luzia a levou ao túmulo de Santa Ágata, rezando ali para que ela fosse curada. O que, de fato, aconteceu, e após isso, sua mãe acabou se convertendo ao cristianismo. Porém, o marido de Santa Luzia acabou a denunciando às autoridades numa época em que os romanos perseguiam e torturavam os cristãos. Eles teriam então arrancado seus olhos, entre inúmeras outras torturas sofridas por ela.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Senhor de 92 anos atende crianças de graça em cidade do interior

Matéria anterior

7 imagens que mudaram a história da exploração espacial

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.