• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 proteções inusitadas que os santos católicos exercem

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      29/08/17 às 22h25

A Igreja Católica Romana tem inúmeros registros de pessoas falecidas que foram reconhecidas como santos. Por isso, nós, meros mortais, estamos frequentemente invocando os santos católicos a Terra para solicitar ajuda em questões muito específicas. Quando alguém chama um santo, geralmente ele tem alguma coisa relacionada com a situação na qual a pessoa está passando, certo?

Alguns exemplos são, Nossa Senhora de Guadalupe (protetora da América Latina), Nossa Senhora Aparecida (protetora do Brasil) e por aí vai. Mas existem alguns santos que nos protegem de coisas inusitadas, e a Fatos Desconhecidos fez essa lista para mostrar para vocês alguns desses santos, confiram:

1 - São Bento de Núrsia - Veneno

O São Bento de Núrsia foi inovador no monaquismo católico. Ele era filho de um nobre romano e teve uma vida cercada de riquezas. Como muitos adolescentes, ele se rebelou contra os valores dos seus pais. Ele se isolou em uma caverna na Itália, onde sua oração e introspecção o levaram a desenvolver uma "regra de vida" histórica para os leigos que procuram viver de maneira divina. Muitos seguiram os seus ensinamentos, e ele fundou muitos mosteiros. Quando ele foi eleito abade de um mosteiro em Vicovaro, por causa do regime de vida exigente, os monges tentaram envenená-lo, mas no momento em que dava a bênção sobre o alimento,saiu da taça que continha o vinho envenenado uma serpente e o cálice se fez em pedaços. Depois disso, ele voltou a vida solitária.

Anos depois, ele fundou doze mosteiros. No ano 529, por causa da inveja do sacerdote Florêncio, tem de se mudar para Monte Cassino, onde funda o mosteiro que viria a ser o fundamento da expansão da Ordem Beneditina. É nesse episódio que Florêncio lhe envia de presente um pão envenenado, mas Bento dá o pão a um corvo que todos os dias vinha comer de suas mãos e ordena à ave que o leve para longe, onde não pudesse ser encontrado.

São Bento de Núrsia foi santificado por ter vencido duas ciladas armadas pelo Diabo, nas quais lhe é oferecido um cálice de vinho envenenado e um pedaço de pão, também envenenado.

2 - São Policarpo de Esmirna - Dor de ouvido

São Policarpo de Esmirna foi um dos primeiros "pais da igreja", reconhecido desde o início do cristianismo por ter criado muitos dos fundamentos cristãos. Policarpo estudou com o Apóstolo João, e por isso pode-se dizer que ele aprendeu com um homem que conheceu e andou com Jesus Cristo. Apesar da época, Policarpo viveu um bom tempo. Ele viveu até os 70 anos de idade. Ele morreu por que as autoridades romanas locais o executaram por se recusar a rejeitar sua fé.

Os romanos tentaram colocar fogo em Policarpo, por incrível que pareça, o fogo não fez mal algum para ele. Depois disso, os romanos foram obrigados a usar lanças e espadas para matá-lo. Bom, não se sabe porque Policarpo é o santo da dor de ouvido. Pode ser que seus sermões e sua fé tenha dado muita for de ouvido aos romanos antes de decidirem matá-lo.

3 - Santo Ulrico de Augsburg - Complicações de nascimento

O Santo Ulrico de Augsburg passou a vida em serviço para a diocese de Augsburg, na Alemanha. Quando ele era jovem, serviu a seu tio Adalbero. Graças a essas influências, no dia 28 de dezembro de 923, ele foi nomeado bispo de Augsburg. Ele morreu em 4 de julho de 973 e foi canonizado pelo Papa Juan XV 20 anos depois.

A lenda afirma que, em uma missa, ele ofereceu seu cálice para as pessoas beberem na Eucaristia, e disse que as mulheres grávidas se beneficiariam. As que beberam do cálice disseram que tiveram partos completamente normais e sadios. Essa benção foi vista como especialmente profunda em uma época em que muitas gestações terminaram na morte do filho e da mãe.

4 - São Maurício - Cólicas

São Maurício foi um capitão na Legião Tebana, uma unidade lendária do exército romano que fora recrutada no Alto Egito, na cidade de Tebas, e era composta inteiramente de cristãos. Foi o primeiro santo Legionário do Cristianismo. Ele é ainda mais notável por ser tradicionalmente retratado como um negro africano em pinturas e vitrais, devido ao nome e ao local de nascimento.

Assim como São Policarpo, Maurício encontrou sua morte nos romanos. Supostamente, em 286, durante uma campanha na Gália, todo o exército foi ordenado a se envolver em sacrifícios pagãos para os deuses romanos antes de uma batalha. Como Maurício de alguns soldados cristãos se recusaram, o exército romano decapitou todos. Ninguém sabe exatamente porque São Maurício é protetor das cólicas.

5 - São Raphael - Pesadelos

São Raphael é diferente de todos os outros santos dessa lista. Por que? Porque ele não era humano. Raphael era um dos arcanjos reconhecidos na Igreja Católica, e foi concedido o reconhecimento de santidade em homenagem a ajuda que deu a humanidade. Raphael é reconhecido como o santo padroeiro da cura. No Antigo Testamento, Raphael é uma presença importante. O livro relaciona a história de como Raphael protegeu Tobit e seu filho Tobias de várias maneiras. Desde a ligação com espíritos malignos encontrados no deserto, da cura da cegueira de Tobit. A cura de Raphael se expande de todas as formas, física, mental e espiritual. Pedir auxílio a Raphael contra pesadelos deriva de ambas as formas, uma vez que os pesadelos são atribuídos a uma mente perturbada, uma alma perturbada e a opressão das forças das trevas.

6 - São Carlos Borromeu - Úlceras

São Carlos Borromeu foi um Cardeal italiano e Arcebispo de Milão, sendo o primeiro bispo a fundar seminários para a formação dos futuros padres, promoveu sínodos diocesanos, abundou os escritos catequéticos e conhecimento da doutrina católica. Ele cresceu no meio de grandes riquezas e herdou inúmeras terras e propriedades quando seu irmão morreu. Ao contrário de muitos eclesiásticos de alto escalão da época, Carlos Borromeu era um exemplo de caridade cristã.

Na morte de seu irmão, muitos encorajaram Carlos a deixar a igreja e se casar para continuar a linha familiar, já que ele era a ultima pessoa viva da família. Ele recusou. Ele liquidou a maior parte da sua riqueza familiar ao doar comida, roupas, abrigo e atendimentos médicos as vítimas da praga em Milão. A praga geralmente causa bubões e úlceras em suas vítimas, e por isso São Carlos Borromeu é frequentemente invocado para curar úlceras de todos os tipos.

7 - Saint Vitus (São Vito) - Preguiça

Saint Vitus, ou São Vito, tinha apenas 12 anos de idade quando foi convertido ao cristianismo por dois servos na casa de seu pai, um tutor e uma enfermeira., O pai do garoto ficou muito bravo com a intromissão dos dois servos, e resolver fazer castigos corporais e torturas para forçar os três a recusarem a crença. O pai de Vitus não conseguiu o que queria, e resolveu jogar os três em um caldeirão com óleo fervendo, levando-os a morte. A lenda diz que um galo foi jogado no óleo junto a Vitus. Pelo fato do galo ser associado com acordar cedo, Vitus foi associado a ser o protetor contra a preguiça.

E aí, já conheciam as histórias desses santos? Comentem!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+