• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 vezes que o álcool surpreendentemente salvou vidas

POR Toni Nascimento    EM Curiosidades      21/02/19 às 16h23

Em uma pesquisa de 2018, realizada pela Fardo Global das Doenças, do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME, na sigla em inglês), da Universidade de Washington, nos EUA, 2,8 milhões de pessoas morrem anualmente por causa de doenças causadas pelo álcool. No Brasil, o número de mortes por doença relacionadas ao álcool é de 100 mil ao ano. Essa pesquisa deixa claro o que já sabíamos: não existe um consumo seguro de bebida alcoólica.

Se somarmos outras mortes relacionadas ao álcool, como acidentes de carro e afins, o número sobe para mais de três milhões. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pessoa a cada 20 morre em consequência do consumo de álcool por ano. Nessa altura do campeonato, você já percebeu que o consumo da bebida em excesso não é saudável e pode colocar em risco a sua vida de várias formas. Consequentemente, essa matéria não está dizendo que beber é bom ou te incentivando a tal.

Dito isso, algumas vezes, em raras exceções, o consumo de álcool pode ter salvado a vida de algumas pessoas. Quer conhecer algum desses casos? Então venha que a fatos Desconhecidos te mostra 7 deles.

1 - Denis Duthie

Denis Duthie tinha 65 anos, em 2012, quando quase ficou cego e morreu após ter problemas com sua medicação para diabetes. Ao chegar ao hospital, os médicos concluíram que, na verdade, ele tinha se envenenado por formaldeído. Um dos tratamentos para esse problema era a aplicação direta de etanol no estômago, ou seja, álcool. Neste momento, um médico correu para a distribuidora mais próxima e comprou um uísque, que foi usado na cirurgia do homem. Graças ao Johnnie Walker, ele sobreviveu e enxergou de novo.

2 - Charles Joughin

Charles Joughin era o padeiro do Titanic, um dos personagens mais interessantes do navio mais famoso da história. Todo mundo sabe que o Titanic bateu em um iceberg e afundou, partido em duas partes, matando milhares de pessoas. Charles Joughin, quando o navio começou a afundar, começou a ajudar mulheres e crianças a sobreviver. Uma das coisas que ele fez foi beber a cada intervalo possível, durante horas até o navio afundar de vez. Quando ele caiu na água, completamente gelada, ele estava bêbado. O álcool ajudou seu corpo a não congelar, e é bom levar em consideração que ele ficou na água durante duas horas e meia.

3 - Cloe, a cadela

Stacy Zammit chegou em casa num certo dia e viu Cloe, sua cadela, cambaleando. Ela levou-a imediatamente ao veterinário, e descobriu que a mesma tinha ingerido veneno, que poderia levá-la a morte. Só existia uma salvação para a cachorra: álcool. O médico administrou um pouco de uísque no organismos de Cloe, que voltou ao normal alguns dias depois.

4 - Joseph Lehr

Em maio de 2016, Joseph Lehr, Michael Clapman e um terceiro amigo estavam navegando pelo mar, quando perceberam alguns buracos no casco do barco, por onde começou a entrar água, o que iria vir a afundá-lo. Eles foram salvou por um homem em outro barco passando, que começou a dar rolhas de bebidas alcoólicas para eles taparem os buracos. E foi assim que eles não morreram afogados e não perderam o barco por completo.

5 - Dois elefantes

Um circo estava viajando pela Rússia, quando o trailer pegou fogo, e os donos soltaram os dois elefantes para que os mesmo não morressem queimados. Acontece que a temperatura da cidade estava tão baixa, que esses animais quase morreram. Eles foram encontrados, para que os bichos não morressem de frio, deram álcool diluído em água para eles, que conseguiram se manter aquecidos e vivos.

6 - Turista

Em 2007, um turista estava na Itália quando tentou se suicidar com veneno. Conseguiram levar o rapaz ao hospital a tempo de salvá-lo, administrando doses de álcool em seu organismo. Durante três dias, os médicos injetaram o equivalente a três doses de vodka a cada hora no organismo do homem. Ele sobreviveu e deixou o hospital em 20 dias.

7 - Tipsy, o gato

Tipsy é um gato que quase morreu nas ruas, após tomar veneno. Ele foi salvo em um hospital veterinário, após administrarem álcool em seu organismo. Vodka foi a bebida que salvou o bichano.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que sempre soube do potencial do gato, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   Listverse     O Globo     Folha de São Paulo  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+