EntretenimentoFatos Nerd

8 filmes que foram verdadeiros fracassos de bilheteria

0

Ao longo da história foram produzidos diversos filmes com bons enredos, mas que não caíram no gosto do público. Consequentemente, esses títulos não foram sucessos de bilheteria e chegaram a dar prejuízo para as produtoras. Descubra, a seguir, quais são eles:

Dredd: O Juiz do Apocalipse

filme

Plano Crítico

Quando Dredd chegou aos cinemas em 2012, as pessoas simplesmente não se interessaram pelo filme, que só começou a ganhar fãs quando foi disponibilizado nas plataformas de streaming. É um pouco confuso o caso de Dredd, mas acredita-se que a baixa repercussão tenha sido um problema de marketing.

Quando o filme estreou nos cinemas, poucas pessoas sabiam o que era e, mesmo que soubessem, não havia sido criada toda aquela atmosfera que geralmente antecede o lançamento de filmes de ação ou baseados em quadrinhos. Lançado em 3D, cujos ingressos são ainda mais caros, o fracasso de bilheteria de Dredd ficou ainda mais evidente.

Mesmo assim, o filme foi aclamado pela crítica, que o considerou como um dos filmes de ação 3D mais deslumbrantes da década. Na época, a produção custou US$ 50 milhões e a bilheteria mundial arrecadou US$ 41 milhões.

A Ilha da Garganta Cortada

Medium

O sucesso televisivo, A Ilha da Garganta Cortada, chegou a ser um dos seis filmes mais reprisados da TV aberta no Brasil em 2005. O problema é que, lá nos anos 1990, o fracasso de bilheteria foi tão grande que levou a produtora Carolco Pictures à falência.

O filme chegou a entrar para o Guinness Book como o maior fracasso comercial do cinema estadunidense. Mas como um filme de pirata, estrelado por Geena Davis e Frank Langella, foi um fracasso tão grande? Quase o mesmo problema de Dredd.

A Carolco Pictures já estava nos seus limites financeiros quando produziu o filme e a distribuidora, MGM, estava enfrentando quase o mesmo problema quando decidiu encarar o trabalho de divulgação de A Ilha da Garganta Cortada.

Sem muitos recursos, o filme também não foi suficientemente divulgado, o que causou um impacto direto no número de espectadores pagantes em salas de cinema. A produção das cenas custou US$ 98 milhões, enquanto o retorno da bilheteria mundial foi de apenas US$ 10 milhões.

Filhos da Esperança

Folha de São Paulo

Quando Filhos da Esperança foi lançado, em 2006, o filme teve pouca adesão do público. Mas, em 2020, quando o mundo se viu diante de uma pandemia, Filhos da Esperança se tornou um título facilmente encontrado em listas que disponibilizavam filmes que nos ajudariam a refletir sobre o que estávamos vivendo. Em meados de 2006, o filme custou US$76 milhões para ser produzido e a bilheteria mundial arrecadou US$70,5 milhões.

O Gigante de Ferro

Pinterest

Título frequente em listas de melhores animações de todos os tempos, O Gigante de Ferro foi um tremendo fracasso de bilheteria. Mas se o filme é tão bom, por que não obteve sucesso? A má promoção do filme foi o único motivo para que ele não conseguisse cobrir seus gastos de produção, o que é considerado até um dos piores casos de marketing da história do cinema industrial.

Isso aconteceu porque a Warner Bros quis economizar nas despesas, o que refletiu diretamente no sucesso (ou insucesso) do filme. Toda a produção custou US$ 70 milhões, enquanto a bilheteria mundial conquistou US$ 23 milhões.

Scott Pilgrim Contra o Mundo

Rolling Stone

Hoje, Scott Pilgrim Contra o Mundo parece um sucesso nerd, mas isso não foi o suficiente para garantir uma bilheteria capaz de cobrir os gastos de produção. Novamente, o marketing é considerado culpado, mas não por ser ausente.

Especialistas detalham que o marketing de Scott Pilgrim falhou em atingir seu público-alvo: pessoas acima de 30 anos não se identificaram com a estética, pessoas abaixo de 30 anos não compreenderam as referências retrô e mesmo o público que conhecia os quadrinhos não se adaptaram muito com a produção. O prejuízo foi grande: o filme custou US$ 60 milhões e arrecadou US$47,6 milhões da bilheteria mundial.

A Fantástica Fábrica de Chocolate

filme

Observatório do Cinema

Embora A Fantástica Fábrica de Chocolate seja um filme bastante procurado na atualidade, o clássico foi muito mal recebido nos cinemas na sua época. A Fantástica Fábrica de Chocolate recebeu duras avaliações da crítica e acabou não chamando a atenção por ser sombrio demais para um filme de família. O baque da bilheteria foi tão grande que a Paramount simplesmente rejeitou os direitos do filme, que acabaram nas mãos da Warner Bros.

E foi essa troca a responsável por popularizar o filme: a Warner Bros distribuiu A Fantástica Fábrica de Chocolate amplamente na televisão e, aos poucos, o público foi desenvolvendo um apreço pelo filme. O custo de produção da cinematografia foi de US$ 3 milhões, enquanto a bilheteria mundial arrecadou US$ 530 mil.

The Room

filme

Bastidores

Considerado um dos piores filmes já feitos, The Room apresentou problemas tanto no contexto da história quanto em todo o desenvolvimento dela. Além disso, o filme custou muito mais do que deveria. A produção ficou na casa dos US$ 6 milhões e a bilheteria mundial chegou a US$ 4,9 milhões.

O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford

filme

HBO MAx

O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford tem muitos elementos para o sucesso: a direção primorosa de Andrew Dominik, cinefotografia do reconhecido Roger Deakins e um elenco com Brad Pitt, Casey Affleck, Sam Rockwell e Sam Shepard. Nem mesmo as duas indicações ao Oscar salvaram o filme.

O problema provavelmente foi a metragem, o que nos ajuda a entender porque hoje não vemos mais tantos filmes enormes como antigamente. Com 2h40min, O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford chegou a ter quatro horas no seu primeiro corte.

O sucesso do filme se deve principalmente à beleza das cenas e à performance de Brad Pitt, o que provavelmente teria transformado esse título em um grande sucesso se, hoje, tivesse chegado a algum streaming como uma minissérie. Mas isso não era uma possibilidade em 2007. O filme custou US$ 30 milhões e a bilheteria mundial arrecadou apenas a metade disso, US$ 15 milhões.

Fonte: Yahoo

Vulcões de gelo gigantes em Plutão indicam que pode haver vida no planeta anão

Matéria anterior

Para evitar a Rússia, maior voo de passageiros será criado

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos